Fluxo de veículos apresenta alta de 2%

O movimento de cargas pesadas é um terceiro indicador de produção. O fluxo pedagiado em estradas brasileiras de veículos pesados teve aumento de 2% em outubro com ajuste sazonal (0,5% no mês anterior) e de 10,6% com relação a outubro de 2006 (6,1% em setembro), também denotando uma expressiva aceleração.

No ano de 2007, o crescimento alcança 5,7%. O fluxo dos veículos leves teve declínio de 0,7% com ajuste sazonal (aumento de 3,4% no mês anterior), com 9,4% de variação com relação a outubro do ano passado e crescimento acumulado no ano 6,5%.

Último trimestre

O único indicador que não autoriza a conclusão do que está em curso uma aceleração do nível de atividade da indústria brasileira no último trimestre do ano, é o índice elaborado pela AES/FGV (Fundação Getúlio Vargas) para a produção industrial no Estado de São Paulo.

Segundo a estimativa do órgão de pesquisa, com ajuste sazonal a variação em outubro com relação a setembro praticamente foi zero (-0,1%), tendo alta de 9,1% com relação a outubro de 2007.

Aumento expressivo

No comércio, conforme analise realizada pelo Iedi, dois levantamentos sugerem um aumento expressivo das vendas no mês de outubro. Para a Serasa, o varejo em nível nacional registrou aumento de 9,9% nesse mês com relação a outubro do ano passado e 9,6% no acumulado deste ano.

Alimentos e bebidas

Nos segmentos especializados, onde o crédito é mais determinante, o aumento foi muito maior, 11,9%, com o acumulado no ano chegando a 12,1%. Alimentos e bebidas registrou alta de 7,7% com acumulado no ano de 7%.
Para São Paulo capital a Associação Comercial de São Paulo, estima uma forte aceleração nas vendas realizadas à vista assim como nas vendas a prazo neste ano.

Consultas aumentam

No primeiro caso as consultas ao sistema Usecheques aumentaram 4% com relação a setembro com ajuste sazonal, contra uma queda no mês anterior de 1,7%. A variação sobre outubro do ano passado chega a 9,2%, a maior desde maio de 2005, denotando forte aceleração.
No segundo caso, as consultas ao SPC (Serviço de Proteção ao Crédito), o indicador do dinamismo das vendas a prazo, registraram avanço de 3,1% entre setembro e outubro com ajuste sazonal e 8,7% na comparação com outubro do ano passado, também sugerindo uma forte aceleração já que o crescimento em setembro havia sido de 4%.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email