Fluxo de passageiros cresce 14% no aeroporto

O fluxo de passageiros domésticos e estrangeiros no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, em Manaus, cresceu 14% no ano passado, em relação ao ano de 2008, segundo a assessoria de imprensa da Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) no Amazonas.
De acordo com dados da Infraero, em 2009, passaram 2.307.417 passageiros domésticos e estrangeiros pelo aeroporto internacional de Manaus, contra 2.021.668 de 2008. Em um comparativo entre os anos de 2002 e 2009, o fluxo no Eduardo Gomes foi de 1.101.089 para 2.307.417, um crescimento de 109%.
O destaque do levantamento da Infraero fica por conta do crescimento no fluxo de passageiros internacionais. Em 2009, segundo a assessoria, passaram 150.118 passageiros internacionais pelo aeroporto internacional de Manaus, um crescimento de 19,9%, em comparação ao ano de 2008, quando foi registrado 125.167.
O fluxo de passageiros domésticos em 2009 foi de 2.157.290, o que representou um crescimento de 13,8% em relação a 2008, quando a Infraero registrou 1.896.501.
A presidente da Amazonastur (Empresa Estadual de Turismo), Oreni Braga, disse que esses números refletem o trabalho de promoção e de divulgação que é realizado fora e dentro do país. “Nós já avançamos bastante, mas falta muita coisa a ser feito, como a reforma e ampliação do aeroporto”, completou.
Oreni acredita que se o Estado tivesse trabalhado de forma eficiente, antes de 2003, os resultados seriam mais satisfatórios. “O governo Eduardo Braga faz a diferença em todas as áreas, inclusive no turismo. A partir da criação de um órgão exclusivo para trabalhar com dedicação e profissionalismo o setor no Amazonas, o cenário tem sido de otimismo e de muitas conquistas”, ressaltou.
A assessoria de imprensa da Infraero no Amazonas informou que as obras de reforma e ampliação do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes devem começar entre os meses de fevereiro e março de 2011. A primeira etapa dos trabalhos vai abranger ampliação e reforma do Terminal de Passageiros, recapeamento da pista de pouso e da área do pátio principal, ampliação da pista de pouso e decolagem em 300 metros e sinalização vertical da pista de pouso e decolagem mais pátio. As obras estão orçadas em R$ 238, 53 milhões.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email