Financeiras prevêem problemas com mudanças no empréstimo consignado

Com as modificações nas regras do empréstimo consignado (com desconto direto na folha de pagamento) para aposentados e pensionistas, as instituições financeiras prevêem problemas nos negócios em 2008. Para os representantes das agências de crédito, a medida é prejudicial para o setor financeiro e segurados do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

Outro fato que tem preocupado os executivos das financeiras é a retirada de uma fatia do mercado com a firmação do contrato entre a Prefeitura Municipal de Manaus e o Bradesco, que garante exclusividade ao banco na concessão de crédito consignado aos servidores municipais.

Um dos sócios-proprietários da Euro Crédito, associada ao banco Bonsucesso, afirmou que os negócios das financeiras foram prejudicados com a alteração das regras de empréstimos consignados para aposentados e pensionistas. “A diminuição do limite máximo de crédito é prejudicial para as financeiras, pois agora o cliente vai passar a emprestar menos”, afirmou Cleverson de Lima.

No entanto, segundo o executivo, a extensão do prazo amenizou o decréscimo do valor máximo de crédito concedido. “O aumento do número de parcelas de 36 meses para 60 meses é uma maneira de compensar o limite do empréstimo, que caiu para 20%”, explicou.

Mudanças prejudicam

O empresário informou que muitos titulares de benefícios do INSS se sentiram lesados com as mudanças. “A medida viola o direito de escolha dos aposentados e pensionistas que não podem decidir o quanto emprestar”, comentou.
De acordo com o executivo, muitos clientes criticaram as mudanças das regras, e que, portanto, o ideal seria realizar um estudo para verificar a opinião dos aposentados.

Em relação ao contrato firmado entre a prefeitura de Manaus e o Bradesco, o sócio da Euro Crédito comentou que a ação vai permitir ao banco monopolizar as operações de empréstimo consignado feitos por servidores municipais. “Os funcionários públicos sairão perdendo porque terão que aceitar as taxas de juros impostas pelo banco, que não vão ter concorrência”, explicou Cleverson de Lima.

Além disso, os servidores que possuem dívidas com outros bancos não poderão solicitar crédito no Bradesco, ação possível nas financeiras segundo Lima. O empresário afirmou que a exclusividade do banco pode acarretar o fechamento de financeiras e, em conseqüência, o desemprego.

“A retirada desta fatia do mercado implicará na desativação de agências de crédito e na demissão de pessoas”, assinalou Lima.

Empréstimos efetivados

No ano passado, a Euro Crédito registrou incremento de 80% de contratos de empréstimos consignados em relação a 2006. Apesar das mudanças no mercado, a projeção da financeira para 2008 é obter crescimento superior ao obtido no ano anterior. “Creio que há mercado e mesmo com as modificações conseguiremos crescer neste ano”, afirmou o executivo. Hoje, a tarifa de juros dos créditos é de 2,64% ao mês.

Na Real Cred, associada a diversos bancos, entre eles o Panamericano, Bonsucesso e BMG, a projeção é contabilizar retração de aproximadamente 70% nos negócios deste ano com as alterações nos empréstimos para aposentados, pensionistas e servidores municipais.

Cai em 13,5% o valor a ser emprestado

Nas novas regras feitas pelo governo federal, o titular do INSS que recebe benefício de R$ 1.000 poderá pegar emprestado no máximo R$ 5.805 com 60 parcelas mensais de R$ 200. No plano antigo, o limite do crédito era de R$ 6.715, pagando R$ 300 ao mês em um prazo de 36 meses. Portanto, o valor do empréstimo sofreu queda de 13,5%. Com os juros de 2,64%, a dívida final que era de R$ 10.800 passou para R$ 12.000, sendo 11,1% superior.

Nota da Febraban

Segundo nota da Febraban (Federação Brasileira de Bancos) sobre a suspensão das operações de créditos consignados, a instituição divulgou que os bancos não receberam instruções, portanto continuaram a efetuar os empréstimos. Por esse motivo, os contratos firmados entre o dia

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email