8 de dezembro de 2021

Fim de semana de cultura popular

A programação do fim de semana tem atividades diversas nos espaços culturais administrados pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa. Nesta sexta-feira (5), a partir das 10h, acontece a abertura da segunda edição do Amyipaguana – Encontro de Cultura Popular do Amazonas, no Centro Cultural dos Povos da Amazônia (CCPA, na avenida Silves, 1.222, Distrito Industrial), com performances de capoeira e apresentações do cantor Armando de Paula e do grupo Malungo Dudu.

O evento segue até 26 de novembro, com atividades presenciais no CCPA, no Quilombo Urbano do Barranco de São Benedito (rua Japurá, Praça 14) e online pelo YouTube e redes sociais do @culturadoam.

O acesso aos equipamentos é gratuito, com agendamento pelo Portal da Cultura (cultura.am.gov.br). É obrigatório o uso de máscara e a apresentação do comprovante de vacinação na entrada.

Teatro Amazonas – No sábado (6), às 20h, o Grupo Gaponga – formado por Sofia Amoedo, Celdo Braga, João Paulo e Defson Braga (Shakal), com apoio do músico Neil Armstrong Junior –leva para o palco do Teatro, o show “Terreiro Musical”, com participações de talentos dos municípios de Silves e Manaquiri, integrantes dos cursos de bioinstrumentos amazônicos ministrados pelo grupo.

A apresentação reúne poesia, música, dança entre outras manifestações artísticas para evidenciar os valores culturais do Amazonas, com classificação livre. Os ingressos estão à venda a R$ 60, na bilheteria do Teatro e em bilheteriadigital.com.

No domingo (7), às 19h, tem a décima edição do “Encontro de Tenores do Brasil”, evento criado pelo tenor Miquéias William, que reúne mais de 20 artistas no palco do Teatro Amazonas. Além do anfitrião, o espetáculo tem participação dos cantores Marcello Vannutti (SP), Wilkem Silveira (PA), Roney Calazans (DF) e Lucas Melo (PE); da soprano Dhijana Nobre (AM); de Davi Lucas, ex-participante do “The Voice Kids”; além do Coral do Amazonas e da Amazonas Filarmônica.

A classificação indicativa é livre, e os ingressos estão à venda a R$ 150 (plateia e frisas), R$ 120 (1º pavimento) e R$ 80 (2º e 3º pavimentos), na bilheteria do Teatro e bilheteriadigital.com.

Exposições – Na Casa das Artes, no Largo de São Sebastião, estão em cartaz quatro mostras. Na sala 1, a exposição “Versos 125 Anos – Corpos Artísticos no Teatro Amazonas” traz registros feitos por Michael Dantas, fotógrafo oficial da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, sobre os sete grupos do Estado e as apresentações no patrimônio histórico. A mostra ainda conta com textos que explicam a criação de cada grupo.

Na sala 2, “Videopoesias nas ruas”, produção de Rafael César com Ana Paula Lustosa, Cris Silva, Isabella Lillo, Felipe Fernandes e Cesar Nogueira, apresenta vídeos inspirados em poesias. O projeto foi contemplado no Prêmio Feliciano Lana, como ação da Lei Aldir Blanc no Estado.

O grafiteiro Tial expõe, na sala 3, 23 desenhos e grafites sobre o personagem “Cabeça Maloca”, um ser que habita os muros e paredes de Manaus; enquanto a exposição “As Amazonas – A Lenda Fotografada”, do fotógrafo Tácio Melo, ocupa a sala 4. São 12 fotografias produzidas com referências do viajante frei Gaspar de Carvajal e também do artista plástico Roland Stevenson. O projeto foi contemplado no Prêmio Feliciano Lana.

Na lateral do espaço, na rua Barroso, está o mural em homenagem ao cantor Zezinho Corrêa, com assinatura do artista visual Cria.

A Casa das Artes funciona de terça a domingo, das 15h às 20h, com entrada gratuita. Não é necessário agendamento prévio, mas as visitas têm limite de até 20 pessoas. O uso de máscara é obrigatório, assim como a apresentação da carteira de vacinação contra Covid-19.

Centros culturais – O Palácio da Justiça (avenida Eduardo Ribeiro, 901, no Centro) e o Palácio Rio Negro, (avenida Sete de Setembro, 1.546, Centro) estão abertos para visitação de terça-feira a sábado, das 9h às 17h, com agendamento pelo Portal da Cultura. A entrada é gratuita.

Museu do Seringal – No afluente do Tarumã-Mirim, na margem esquerda do rio Negro, o Museu do Seringal Vila Paraíso reproduz o cenário de um seringal a partir da infraestrutura do filme “A Selva” e funciona de terça-feira a sábado, das 9h às 15h, sem agendamento, mas com comprovante de vacinação.

A entrada custa R$ 10 por pessoa. O acesso é feito somente por via fluvial, por meio de embarcações particulares (sem relação com a Secretaria de Estado de Cultura), que saem de hora em hora da Marina do Davi, na Ponta Negra. Cada trecho (ida ou volta) custa R$ 18.

‘Amyipaguana’: Encontro de Cultura Popular do Amazonas

Foto: Divulgação

Já está no ar a segunda edição do “Amyipaguana – Encontro de Cultura Popular do Amazonas”, às 10h, no Centro Cultural dos Povos da Amazônia (CCPA, na avenida Silves, 1.222, Distrito Industrial), com performances de capoeira e apresentações do cantor Armando de Paula e do grupo Malungo Dudu.

A programação do encontro segue até 26 de novembro, com atividades presenciais no CCPA e no Quilombo Urbano do Barranco de São Benedito (avenida Japurá, Praça 14), e online pelo YouTube e redes sociais da Secretaria (@culturadoam). 

De acordo com o secretário executivo de Cultura e Economia Criativa, Luiz Carlos Bonates, o objetivo principal do encontro é dar visibilidade às manifestações culturais populares.

Bonates destaca também que parte da programação vem para reforçar os temas abordados na primeira edição do “Amyipaguana”.

Etnodocs e depoimentos – Na programação virtual, haverá exibição, no canal do YouTube e redes sociais da Secretaria (@culturadoam), de etnodocumentários e depoimentos dos mestres de cultura popular de diversas manifestações culturais da capital e do interior do Amazonas. 

Uma parte dos vídeos foi produzida pelo setor de Audiovisual da Secretaria que visitou as localidades, juntamente com o secretário executivo da pasta, Luiz Carlos Bonates, para registrar essas manifestações. Além da capital, há produções gravadas em Benjamin Constant, São Paulo de Olivença, Itacoatiara e São Gabriel da Cachoeira. 

Os etnodocs serão exibidos sempre às 14h, no YouTube (Cultura do AM), entre eles: “Gambá: os tambores da floresta”, do acervo da Secretaria; “Os saberes dos mestres”, de André Varela e Dante Souza; “Barcos da Amazônia”, produzido pela antiga TV Cultura do Amazonas, hoje TV Encontro das Águas; além de “São Gabriel da Cachoeira: Conheça a história do Povo Dâw”, “Museu Magüta”, de Benjamin Constant” e “A Dança do Cordão Africano”, de São Paulo de Olivença, produções do Audiovisual da pasta. 

A partir do dia 12 de novembro, haverá exibição de vídeos curtos (drops) de artistas de diversos segmentos falando sobre a trajetória no mundo das artes, sempre às 13h, nas redes sociais da Secretaria (@culturadoam).

Lives – Para finalizar a programação, dois dias com apresentações de diversas manifestações culturais transmitidas pelo YouTube e Facebook da Secretaria (@culturadoam) e TV Encontro das Águas, a partir das 18h30.

Entre as atrações estão Grupo Cultural Malungo Dudu, Gambá, Tambor de Crioula Punga Baré, Hip Hop e Maracatu Pedra Encantada, na quinta-feira (25); e Indígena, Capoeira e Samba de Roda Vozes do Cativeiro, e Orquestra de Violões do Amazonas com tambores, na sexta-feira (26). 

Ex-The Voice Kids, Davi Lucas faz show inédito

Foto: Divulgação

O artista mirim Davi Lucas celebra as conquistas de 2021 com o show inédito “Minha História, Meu Milagre”. O ex-The Voice Kids recebe grandes nomes da música erudita amazonense, amigos e familiares neste sábado (6), a partir de 20h. 

Para o cantor de apenas 12 anos, o ano foi de vitórias e realização de sonhos. Davi Lucas fez uma bela participação no The Voice Kids. Três cadeiras viraram para o pequeno manauara cheio de talento, após interpretar “Into the Uncknow”, trilha sonora de Frozen, da Disney.

De acordo com Neire Freitas, o show deste sábado é a cereja do bolo em agradecimento a todas as realizações do filho. “Também teremos participações super especiais do tenor amazonense Miquéias William, responsável pelo encontro de Tenores do Brasil; da Soprano, fonoaudióloga especialista em voz e preparadora vocal do Coral Liceu de Artes Cláudio Santoro, Prof. Dhijana Nobre. e as queridas primas de Davi Lucas, Alessandra Figueiredo e Isabele Maquiné, que cantam lindamente”, diz a mãe.

O ingresso custa R$25 e pode ser adquirido pelo contato (92) 99384-8704.

Inscrições abertas para Concurso de Cosplay e Batalha de K-Pop do Cuca Sesc Festival

Foto: Divulgação

No próximo dia 11 de novembro o Sesc Amazonas realiza a segunda edição do Cuca Sesc Festival, evento voltado aos amantes da cultura geek. Entre as atrações do evento estão a Batalha de K-Pop e o Concurso de Cosplay, que acontecerão nos dias 13 e 14 de novembro respectivamente, no Centro de Convenções do Amazonas Vasco Vasques.

Os três primeiros colocados nas duas competições serão premiados com troféus e brindes exclusivos. As inscrições são gratuitas. Para participar, basta acessar o site institucional do Sesc Amazonas (www.sesc-am.com.br) e preencher o formulário de inscrição. O concurso será realizado presencialmente no palco principal do Cuca Sesc Festival.

O desfile de cosplay, que consiste da confecção de fantasias de personagens de cultura pop (animações, quadrinhos e videogames), será realizado nas categorias infantil, de 5 a 12 anos, e jovem/adulto, a partir dos 13 anos. Já o desafio de k-pop será uma categoria única (infanto-juvenil), com 15 vagas disponíveis. 

A banca de júri será formada por profissionais renomados como Cairo Vasconcelos, ator, diretor e professor de teatro; Itala Augusta, ganhadora de vários títulos regionais e nacionais de cosplay; Kammy Marçal, apresentadora geek, influencer e cosplayer; Sarah Gabriela, produtora cultural, ilustradora e quadrinista; e Toddy Cosplay, cosmaker, transformer e representante de Manaus no World Cosplay Summit, em São Paulo.

Cuca Sesc Festival

Realizado simultaneamente com a 36ª Feira de Livros do Sesc AM, o Cuca Sesc Festival irá despertar o lado geek que existe em cada um de nós. Diferente das edições digitais, nesta nova versão, os amantes da cultura geek poderão compartilhar experiências nos espaços ‘Hall Cuca’, ‘Cuca Exposed’ e na arena ‘Jogos Vorazes’ (Boardgame), com competições Just Dance, Fifa e Fliperama.

Além do duelo de gamers, a programação conta com palestras, painéis, bate-papos, shows e exposição de cosplayers. Serão dois dias de interação com estímulos à criatividade e completa imersão no universo geek. 

Foto/Destaque: Divulgação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email