Figueira denuncia serviço de transporte

Em seu pronunciamento da tribuna, nesta quinta-feira, o deputado Ângelus Figueira (PV), disse que nas últimas semanas as notícias sobre as péssimas condições do transporte coletivo, em Manaus, foram manchetes dos periódicos da cidade. Seguindo o seu pensamento sobre o assunto, o parlamentar colocou em seguida, alguns pontos para servir de reflexão.
O economista Serafim Corrêa assumiu a prefeitura em janeiro de 2005. A tarifa de ônibus custava R$ 1,50. Em setembro daquele ano, exatos nove meses após assumir o cargo, a tarifa foi elevada para R$ 1,80. No dia 1º de fevereiro deste ano, o prefeito concedeu um novo reajuste na tarifa, que passou para R$ 2. Em termos comparativos, para ver o absurdo da tarifa paga pelo manauense, na cidade de Belém a tarifa custa R$ 1,35. O maior percurso vai do centro da cidade de Belém ao distrito de Mosqueiro, localizado a 72 km da capital. Em Manaus, nenhum percurso atinge 35 km.
Segundo Ângelus Figueira, em apenas dois anos as empresas de transporte conseguiram um aumento de 33% nas passagens de ônibus, mais isenção de ICMS, ISS e taxas administrativas do IMTU. O valor da planilha teve um aumento real de quase 35% acima da inflação – em apenas dois anos. Nesse mesmo período, a inflação acumulada foi de apenas 8,9%.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email