Fiat Argo 2021 estreia com novos equipamentos e retoques no visual

O Fiat Argo 2021 começa a ser vendido na rede de concessionários da marca italiana, trazendo como destaques a oferta de novos equipamentos de série, retoques no visual e o pacote S-Design nas versões Drive 1.0 e 1.3. Os preços da nova linha partem de R$ 53.990.

No visual, a principal novidade do Argo 2021 é a adoção do novo padrão de logotipos da Fiat, que estreou na nova geração da picape Strada. A mudança veio acompanhada também de novas calotas nas versões de entrada e de um novo acabamento preto fosco nas rodas de 17″ da versão esportivada HGT.

Na versão 1.0, a única novidade são as calotas com novo desenho. 

Argo Drive 1.0 conta ainda com o pacote de opcionais Plus (espelhos retrovisores elétricos, vidros traseiros elétricos e sensor de estacionamento traseiro) e a série S-Design.

A versão seguinte é a Drive 1.3 (R$ 61.990), que além da central multimídia de 7” e volante multifuncional traz de série por USB na traseira, retrovisores elétrico e sensor de estacionamento traseiro. 

Nas versões como apelo aventureiro Trekking 1.3 (R$ 64.990) e 1.8 (R$ 69.990), a Fiat mexeu nos adesivos, além de adicionar controles eletrônicos de tração e estabilidade e assistente de partida em rampas de série para a motorização 1.3, que passa a contar também na lista de opcionais com chave presencial e ar-condicionado automático digital.

Topo de linha, a versão HGT ganhou de série, além das rodas com novo acabamento, o painel com tela TFT de 7″, volante em couro e o apoio de braços. 

Honda Forza é confirmado para o Brasil

Família de scooteres trazem novas tecnologias

A Honda divulga um teaser mostrando o novo modelo da família de scooteres mais recente. Enquanto no Brasil o PCX 150 é o líder de mercado, no mundo, a família Forza é quem faz mais sucesso. Oferecida na Europa em versões 125 e 300, a filial brasileira da fabricante já confirmou a intenção de trazer a Honda Forza 300 ao Brasil, mas os planos podem ter atrasado por conta da pandemia. Enquanto isso, a marca deve expandir ainda mais a linha nos mercados europeus.

Mesmo não sendo confirmada, a novidade deverá ter um porte médio ou grande para se distanciar do atual Forza 30 0. A intenção é ter um scooter grande capaz de rivalizar com modelos como o Yamaha TMax 560. Sabe-se que o modelo com 300 cc terá motor monocilíndrico de 279 cc (similar ao SH 300i), arrefecido a líquido e alimentado por injeção eletrônica, com 25,1 cv e 2,77 kgfm.

Pelo que já foi mostrado, o sistema é muito similar ao conjunto atual, de câmbio automatizado com dupla embreagem DCT. Com isso, já especula-se que o maior membro da família Honda Forza deverá contar com o motor 750 de dois cilindros paralelos. Esse conjunto já pode ser visto no Brasil com o próprio Honda X-ADV.

Desde o ano passado, a empresa já confirmou que tem a intenção de trazer o scooter para o nosso mercado, mas ainda sem datas confirmadas. Recentemente, uma nova versão 350 do Forza foi apresentada na Ásia. Porém, como tal novidade não é vendida nem na Europa ainda, não se sabe se o Forza brasileiro será o 300 ou o 350.

Maserati lança seu primeiro supercarro em um intervalo de 15 anos

Maserati MC20: acelera de 0 a 100 km/h em meros 3 segundos

A Maserati revela seu primeiro supercarro em 15 anos: o MC20. A máquina, com chassi em fibra de carbono e alumínio, é extremamente leve, com apenas 1,5 mil quilos. Isso somado ao poderoso motor permite velocidade máxima de 325 km/h, e aceleração de 0 a 100 km/h em incríveis 3 segundos. O preço também é superlativo, cerca de US$ 210 mil, ou R$ 1,1 milhão em conversão direta.

A tradicional montadora italiana de carros de luxo e esportivos tinha abandonado o segmento dos supercarros em 2005, quando encerrou a produção do MC12. Diferente do modelo anterior, o MC20 foi inteiramente projetado pela Maserati , incluindo o poderoso motor V6 de 630 cavalos.

Por muito tempo, os motores usados pela Maserati foram produzidos pela Ferrari, marca que até 2015 também fazia parte do grupo Fiat Chrysler. Para o MC20, toda a engenharia de motores foi desenvolvida pela Maserati, com inspiração nos carros de Fórmula 1.

No motor do novo supercarro, a ignição da gasolina acontece numa pequena câmara, acoplada a cada um dos seis cilindros, em vez de a queima acontecer dentro do próprio cilindro, como na maioria dos carros.

Dessa forma, a chama entra no cilindro por uma série de pequenos buracos, aquecendo o combustível e o ar.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email