Feira do Empreendedor no DF destaca negócios sustentáveis

Junto com acessibilidade, responsabilidade social e inclusão digital, gestão ambiental é um dos pilares da Feira do Empreendedor do Distrito Federal, evento que começou ontem em Brasília. A edição, que prossegue até o próximo domingo, abre o circuito nacional da Feira do Empreendedor 2009, que marca os 15 anos da feira.
Com a perspectiva da relação entre negócios e meio ambiente, algumas das oficinas do evento tratam de temas como o aproveitamento de materiais reciclados transformado em oportunidade de negócios. A programação inclui cerca de 100 palestras, 50 oficinas e rodadas de negócios nacionais e internacionais. A expectativa é receber um público de 20 mil pessoas.
Um dos destaques das séries de oficinas foi a entitulada Oportunidade de Negócio: Brinquedos de PET, ministrada pelo professor Vonaldo Lopes. Ele disse que seu trabalho é ligado à Cooperativa de Reciclagem 100 Dimensão, localizada no Riacho Fundo 2, no Distrito Federal. A 100 Dimensão surgiu há mais de dez anos como opção para um grupo de pessoas desempregadas. Hoje reúne 200 associados.
“Esse é um trabalho muito importante e atualmente há um grande interesse nessa atividade”, contou. O professor, coordenador da cooperativa, acredita que houve um crescimento na consciência ambiental das pessoas nos últimos anos. “Quando comecei a mexer com reciclado chegava a ter vergonha de catar material no lixo. Agora, vou aos shoppings realizar oficinas e aparece uma multidão querendo aprender como se faz brinquedos com PET”, destacou.
Os cooperados trabalham com coleta seletiva e venda de lixo e produção de artesanato a partir de materiais como garrafas PET, papelão, plástico, madeira e vidro. Essa matéria-prima é transformada em brinquedos e utensílios domésticos como pufes, bancos e jarras. Representantes da cooperativa também vão a escolas e outros eventos, não apenas para ensinar a produzir com reciclados, mas também para falar de meio ambiente e sustentabilidade.
A artesã Narery Mendonça produz bonecas e diz que se interessou pela reciclagem. Ela quer aprender sobre o assunto para também se tornar uma professora. “Com a reciclagem criamos. E também evitamos a poluição”, afirmou.
Professora que atua com orientação profissional e projetos ambientais, Magnólia Vieira foi à oficina de Vonaldo para aprimorar seus conhecimentos sobre reciclagem. “É uma atividade importante não só do ponto de vista ambiental, como também serve para reunir as famílias em torno da construção dos brinquedos”, ressaltou ela.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email