Feira anuncia fim de inscrições

As delegacias federais do Ministério do Desenvolvimento Agrário de Roraima, Piauí, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Alagoas e Espírito Santo encerrarão amanhã, 22, as inscrições para a 5ª Feira Nacional da Agricultura Familiar e Reforma Agrária.
No Amazonas, o término é dia 23. Nos demais Estados, o prazo vai até 7 de setembro. Este ano, o evento será realizado no Rio de Janeiro, no espaço da Marina da Glória, no mês de novembro.
O coordenador de planejamento de implementação de projetos da SAF (Secretaria de Agricultura Familiar), José Adelmar Batista, informou que, ao todo, são oferecidas 488 vagas para os agricultores, assentados da reforma agrária, extrativistas, pescadores, quilombolas, ribeirinhos e trabalhadoras rurais de todos os estados do país.
Os interessados em se inscrever devem buscar informações na delegacia do MDA do seu Estado. As inscrições são gratuitas e serão avaliadas por uma comissão de técnicos que, entre outros aspectos, analisará a ligação dos produtos com a atividade da agricultura familiar, a qualidade da produção a ser comercializada e, ainda, se a mercadoria possui registro nos órgãos sanitários e de fiscalização.
José Adelmar acrescentou que a Rede Central do Cerrado e a Rede Bodegas serão convidadas especiais da Feira e, por isso, terão estandes já reservados para participação no maior evento anual da agricultura familiar e reforma agrária. As duas redes comercializarão doces, geléias, artesanatos e cosméticos fabricados com produtos da biodiversidade do Cerrado e da região Nordeste.
Somente da Rede Bodegas, participam mais de 20 associações produtivas dos Estados da Bahia, Pernambuco, Paraíba e Maranhão. Neste ano, a 5ª Feira Nacional da Agricultura Familiar e Reforma Agrária contará com espaço reservado para os países do Mercosul. A Argentina, o Paraguai e o Uruguai dividirão dois estandes no evento. O Chile, a Bolívia e a Venezuela participarão como convidados e também terão dois estandes para expor e comercializar seus produtos.

Apoio ao agricultor

Como nas edições anteriores, o produtor não terá custo com o seu transporte nem com o da mercadoria. O MDA se responsabilizará por levar os produtos dos estados até o Rio de Janeiro e, também, pagará o transporte e hospedagem de um produtor por associação inscrita no evento.
Essa regra não vale para os expositores dos países do Mercosul, que arcarão com todas essas despesas. Os estandes serão cedidos gratuitamente a todos os participantes do evento.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email