FED apóia redução de tarifas sobre álcool

O presidente do FED (Federal Reserve), o BC americano, Ben Bernanke, disse que é favorável a uma redução de tarifas sobre o álcool importado...

O presidente do FED (Federal Reserve), o BC americano, Ben Bernanke, disse que é favorável a uma redução de tarifas sobre o álcool importado, para ajudar a aliviar a pressão sobre os preços dos alimentos. O fim da tarifa poderia favorecer o Brasil.
“Como vocês sabem, eu sou favorável ao comércio livre e acredito que (o fim da tarifa sobre) o álcool, por exemplo, reduziria os custos (dos alimentos) nos EUA’’, disse Bernanke, no segundo dia de seu testemunho semestral diante do Congresso.
Ele disse ser difícil quantificar quanto da atual pressão sobre os alimentos vem da demanda maior por álcool, “mas é fato que uma parte significativa da safra de milho está sendo dirigida à produção de álcool, o que eleva os preços do milho’’, assegurou.
“E há alguns reflexos. Por exemplo, parte da área de cultivo de soja foi transferida para a produção de milho, o que provavelmente terá algum efeito sobre os preços do grão de soja’’, afirmou.
Os EUA são o maior produtor do combustível, seguidos pelo Brasil, mas o custo do produto brasileiro é inferior -nos EUA, a matéria-prima é o milho, enquanto no Brasil é a cana-de-açúcar. As vendas brasileiras de álcool para o exterior tiveram uma queda de 14% no ano passado na comparação com 2006, para 3,6 bilhões de litros, segundo a Unica (União da Indústria da Cana-de-Açúcar).

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email