8 de maio de 2021

Trabalhar contra o povo brasileiro continua sendo o torpe objetivo dos derrotados nas urnas na medida em que semanalmente divulgam mentiras intoleráveis como a notícia alusiva ao consumo de leite condensado destinado a milhões de pessoas e não à família do Presidente. Cobrar de bandidos uma postura honesta sempre fora dever de todos, mas sonhar que um dia venham a ter comportamento ético normal será sempre algo inimaginável. A safadeza, o enriquecimento ilícito e a obtenção de vantagens sempre integraram o âmago do mau caratismo presente em atos que beiram a leviandade e a inafastável e mesquinha vontade de denegrir a imagem de Bolsonaro. Estamos cansados dessa artimanha que só serve para  revelar a subserviência de seres humanos que sequer sentem vergonha ao se olharem no espelho. Enquanto Bolsonaro pratica uma política limpa e luta por um país próspero  e com futuro para os jovens; o que vimos é ser atacado pelos que desejam o “quanto pior, melhor” de forma covarde e mesquinha. Se Bolsonaro fora inábil ao não se submeter ao Congresso, com certeza agira dentro de seu caráter o que os petistas presidentes nunca tiveram; pelo contrário, foram “experts” em roubar os cofres públicos. Bolsonaro defende a família, a liberdade como um todo e luta para que os jovens tenham elevada formação cultural e não a que vimos nas Universidades nos últimos 16 anos. 

Bolsonaro não está só nesta luta porque o brasileiro tem amor à Pátria, vergonha na cara e não é desonesto. Nossa terra é nossa, tanto que a magistrada  federal de Rondonia acaba de anular a venda de área  total de 259 mil hectares para estrangeiros; notícia que não será divulgada pela mídia comunista. O mau caratismo nunca vencera, tanto que o IBOPE fechara suas portas, fruto do descrédito, da mentira e da corrupção.   Quantas medidas judiciais o IBOPE sofrera só no fôro de Manaus?

Com dois anos de  governo Bolsonaro até pode ser “doido” porque batera de frente com a mídia poderosa derrotada nas urnas, mas asquerosa em suas atitudes. Porque não engolimos a perseguição de certos Ministros do STF e porque as torneiras dos cofres públicos se fecharam para os que se alimentaram de todos os tipos de benesses, notadamente os que abusaram da Lei Rouanet é que sofre o Presidente uma campanha vil, inócua  e que só alimenta os fracos de espírito. Não constrói; somente destrói… Sejam mais honestos.

E, aos calhordas de plantão, Bolsonaro prestará contas ao povo brasileiro em outubro de 2022, dentro de sua honestidade  de princípios e valores morais inafastáveis; onde sempre defendera o trabalho, a família, a religião e a liberdade plena. E´como dissera o Min. Mourão: que futuro você deseja para os jovens? Um fulcrado nos valores éticos  e sem corrupção ou outro com os derrotados nas urnas  sendo alimentados pela intolerável corrupção? Venham com um candidato honesto e ficha-limpa. Sejam mais honestos e investigativos. Afinal nada custa informar a verdade, muito menos pesquisar quem vendera nossas áreas para estrangeiros ou porque as ONGS desapareceram, quando deveriam agora ter prestado auxílio ao povo de Manaus. A verdade dói, mas não mata. Bolsonaro é franco e irradia honestidade.

É isto que o povo exige.    

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email