A Fazenda Santa Rosa está em contagem regressiva para iniciar o atendimento ao público com um restaurante diferenciado para potencializar seu projeto de turismo rural amazônico. Localizada em Iranduba, a 18 quilômetros de Manaus, a Fazenda realizou no sábado uma degustação para convidados do cardápio especial que estará disponível ao público, daqui a 60 dias, na inauguração do restaurante. 

Os proprietários da Fazenda Santa Rosa, Edinei Ricardo e Jordana Dias, estão ansiosos para apresentar ao público os novos serviços disponíveis aos visitantes. “Nosso ideia é fazer coisas diferentes que não têm em Manaus. Por isso investimos num cardápio elaborado por chefs com qualidade diferenciada”, explicou Edinei. Após a inauguração, o restaurante estará aberto nos fins de semana e feriados. 

Edinei Ricardo e Jordana Dias são proprietários da fazenda

Além de pratos principais elaborados numa fusão de ingredientes regionais com produtos da culinária mundial, o restaurante também vai oferecer sobremesas requintadas e drinques coloridos e refrescantes para aliviar o calor. “Nossa ideia é utilizar a matéria-prima da fazenda, o pescado, o frango, o peixe, as frutas e apresentá-los de uma forma elaborada para valorizar os ingredientes. A intenção é oferecer não apenas uma experiência de turismo rural amazônico, mas também uma apresentação gastronômica diferenciada”, acrescentou a empresária Jordana Dias. 

O CEO da Fazenda Santa Rosa, Gustavo Lopes, disse que a equipe está sendo preparada para fazer um serviço de excelência aos clientes. Além do restaurante a fazenda, vai oferecer dois tipos de buffet de aniversário e também vai oferecer o espaço para eventos como festas, casamentos, reuniões corporativas e outros eventos do tipo. “Estamos tendo o máximo cuidado para oferecer segurança aos nossos clientes. O que não falta é espaço para evitar o risco de aglomerações”, explicou Gustavo. 

E o espaço tem dimensões generosas na Fazenda Santa Rosa. São 117 hectares onde são desenvolvidos projetos como plantação de cítricos, piscicultura, criação de abelhas, porcos, cabras, cavalos, búfalo, patos e galinhas. Um dos destaques é a minifazenda onde os visitantes, principalmente as crianças, podem interagir com os animais e o meio ambiente. A educação ambiental também é presente no local, com ensinamentos práticos para conhecer e aprender a respeitar a natureza.

O ponto alto na fazenda é o deslocamento nos trenzinhos puxados por trator que leva os visitantes às estações onde podem ter um contato real com o que há no local, como andar à cavalo, alimentar os animais e receber instruções dos monitores sobre os animais e a flora existentes. 

O encontro no sábado também marcou a reabertura da fazenda ao público depois da parada em razão do período mais intenso da pandemia do novo coronavírus. O retorno tem sido feito de forma cautelosa, atendendo a todos os protocolos de biossegurança para evitar risco de contaminação dos visitantes. Para isso, a fazenda continua funcionando com eventos pré-agendados limitando o acesso às instalações para evitar aglomerações. Além disso, o uso de máscara é obrigatória e em cada estação de visita há disponível álcool em gel de forma abundante aos visitantes. 

Edinei Ricardo explica que o próximo passeio à fazenda deve ser feito entre 20 e 30 dias e será anunciado através das redes sociais da Fazenda, principalmente o Instagram no @fazendasantarosa.am

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email