Faturamento líquido da indústria do cobre avança 10% no primeiro trimestre

O faturamento líquido da indústria do cobre cresceu 10% no primeiro trimestre deste ano, sendo que, em alguns casos, a diferença superou essa marca. É o que aponta um levantamento exclusivo feito pelo Sindicel (Sindicato da Indústria de Condutores Elétricos, Trefilação e Laminação de Metais Não-ferrosos do Estado de São Paulo).
De acordo com os dados apurados pela entidade, em torno de 33,3% das empresas pesquisadas registraram crescimento de até 10% em seu faturamento líquido nos primeiros três meses deste ano, em relação ao quarto trimestre de 2009. Já para outros 33,3%, o aumento no faturamento superou 10%, no comparativo entre o último trimestre de 2009 e o primeiro de 2010.
Para o presidente do Sindicel, Sérgio Aredes, a expansão no faturamento das empresas é resultado de uma combinação entre o cenário econômico e os esforços da própria indústria do cobre. “Esses números evidenciam um aquecimento do mercado e da economia, mas também são consequência de uma atuação do setor na busca por mais competitividade” destacou Aredes.
No entanto, no mesmo período, aproximadamente 20% das empresas ouvidas pelo Sindicel sofreram uma retração de até 10% em seu faturamento. Além disso, 6,6% das organizações apontaram que seu faturamento diminuiu em mais de 10%.
O Sindicel representa as empresas do setor de fios e cabos elétricos e ópticos e de produtos semimanufaturados em cobre e outros metais não-ferrosos. Fundado em 1979, atualmente reúne 51 empresas em todo o território nacional, representando mais de 90% da totalidade do setor.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email