Famílias de Parintins são beneficiadas

Aproximadamente 28 mil alevinos (filhotes) da espécie tambaqui foram distribuídos para agricultores familiares do município de Parintins, no último dia 22, quarta-feira, pela Unidade Local do Idam (Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas).
A ação beneficiou cerca de 20 famílias rurais, que atualmente trabalham com a piscicultura. Sendo que 23.000 alevinos de tambaqui foram entregues a 21 agricultores de Parintins e 5.000 para três agricultores do município de Barreirinha.
De acordo com o extensionista rural do Idam em Parintins, José Cursino, o objetivo é fortalecer a atividade na região, com intuito de aumentar a produção e gerar renda para as famílias.
Após o povoamento, esses agricultores receberão, periodicamente, assistência técnica dos extensionistas do Idam, que orientarão as famílias sobre cultivo, produção e comercialização do pescado. Os alevinos foram transportados da propriedade do produtor rural, Assis Félix, que disponibilizou os tanques de piscicultura para o manejo de pós-larvas.
Para a distribuição, técnicos do Idam e piscicultores da região se uniram para realizar os procedimentos de captura, seleção e ensacolamentos dos alevinos.
“Essa entrega de alevinos a agricultores/produtores, foi uma forma que o governo do Estado, por meio do Idam, encontrou para apoiar com convicção a prática econômica e sustentável da atividade, produzindo alevinos para repassá-los mediante orientação técnica aos criadores regionais”, finalizou Cursino.
Hoje, o município conta com a participação de 25 famílias trabalhando diretamente com a atividade. O sistema de criação de peixes utilizado é o de tanque escavado e canal de igarapé.
Na ocasião estiveram presentes diversas autoridades do município e representantes de instituições que desenvolvem o setor primário no Amazonas.

Piscicultura

A ação faz parte das metas do Governo Omar Aziz, que em parceria com a Secretaria de Pesca e Aquicultura do Amazonas (Sepa), Secretaria de Estado da Produção Rural (Sepror) e Idam vem intensificando a piscicultura no interior do Estado. A meta é sair de 15 mil para 100 mil toneladas de pescado ao ano. Para isso, foi implantado um polo de piscicultura em Benjamin Constant, e outros quatro polos em Manacapuru e entorno de Manaus, Parintins (Baixo Amazonas), Humaitá (Madeira), e Boca do Acre (Purus) onde o governo do Estado está estimulando a produção de peixes em lagos naturais (manejo) e por meio da implantação de tanques-redes e tanques escavados.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email