4 de dezembro de 2021

Falta tempo para os empreendedores

Quando vou aos eventos voltados para empreendedores, ouço as mesmas reclamações sobre a falta de tempo livre para realizar outras atividades.

Quando vou aos eventos voltados para empreendedores, ouço as mesmas reclamações sobre a falta de tempo livre para realizar outras atividades. Dentre as mais frequentes, posso citar duas: “Quando eu era funcionário, achava que os empreendedores podiam chegar e sair na hora que escolhessem. Agora que sou um deles, descobri que sou o primeiro a chegar e o último a sair” e “Não tenho tempo para minha família, amigos e, às vezes, nem para mim mesmo, mas preciso sempre me dedicar mais à empresa”.
As queixas são as mais diversas, mas existem duas características muito comuns em empreendedores com falta de tempo: delegação ineficaz de tarefas que poderiam ser executadas com sucesso por outras pessoas e centralização dos processos de tomada de decisão. Por consequência desses dois fatores, o tempo acaba ficando escasso e o empreendedor, que se torna o cérebro de tudo, acaba sendo indispensável para a sobrevivência da empresa. Isso é ruim por uma série de questões que vão além do comprometimento da agenda pessoal de quem está à frente dos negócios, a organização precisa ter no trabalho em equipe sua base para o sucesso.
Esse tipo de empreendedor, que se torna uma “ilha” dentro da empresa, acaba escravo do próprio negócio. Muitas vezes, essa situação nem passa pela cabeça das pessoas quando elas sonham em colocar seu lado empreendedor em prática. Precisamos refletir sobre a diferença entre ter um negócio próprio e “fazer tudo por conta própria”. O bom líder deve conhecer bem o que precisa ser feito e saber a quem pedir ajuda, e não fazer tudo sozinho, como muitas pessoas pensam.
Para tentar solucionar esse ­problema e fazer da arte de em­preender algo mais prazeroso e com melhores resultados, aponto sete ­dicas que podem ajudar a melhorar a relação do empreendedor com seu relógio:
aÉ preciso que o empreendedor deixe de lado seu perfeccionismo ruim – aquela sensação de que só ele é capaz de fazer as tarefas da maneira correta.
aÉ preciso aprender a confiar na sua equipe e, se for o caso, trocá-la para tornar esse fluxo de informações e trabalho viável;
aComece delegando pequenos poderes ao seu time e à medida que se sentir mais seguro, os amplie;
aPeça feedback à sua equipe, ­assim ficará sabendo se sua maneira de gerir a empresa está correta e saudável;
aDesenvolva processos que possam resolver as questões mais simples sem ter que se dedicar muito a elas;
aFique fora do escritório pelo menos uma vez a cada quinze dias, já que é preciso aprender a deixar sua equipe resolver os problemas de última hora por conta própria, dando assistência, sempre com paciência, até que consiga tornar essa “folga” mais frequente;
aCrie instrumentos indicadores, que permitam monitorar problemas e metas de forma mais rápida;
aFaça um mapeamento dos pontos mais críticos do seu negócio e crie uma estratégia para redução/eliminação dessas situações.

CHRISTIAN BARBOSA é autor do livro A Tríade do Tempo – A Evolução da Produtividade Pessoal, pela Editora Campus e do livro exclusivo para mulheres: Você, Dona do Seu Tempo – Editora Gente.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email