Pesquisar
Close this search box.

Fabricante de motos indiana confirma operações em Manaus com início em maio de 2024

A marca de motos indiana Bajaj, vai expandir as operações para Manaus e prevê iniciar a produção no final do mês de maio de 2024. A planta terá capacidade produtiva total de 20 mil unidades por ano, volume que será atingido gradativamente, seguindo o cronograma de testes e operação da fábrica. Esta será a primeira unidade produtiva da Bajaj fora da Índia e permitirá que a fabricante indiana acelere ainda mais os seus planos de abertura de novas concessionárias e diversificação do line-up no Brasil.

O progresso das instalações da fábrica em Manaus está dentro do cronograma estabelecido. A empresa acelerou os planos para atender à alta demanda do mercado local. “Estamos avançando com entusiasmo e comprometimento para garantir que a fábrica seja inaugurada conforme planejado. Seguimos confiantes de que essa nova instalação será fundamental para fortalecer nossa presença e capacidade de atender melhor aos nossos consumidores no Brasil. Continuaremos mantendo a imprensa informada sobre todos os desenvolvimentos à medida que avançamos nesse importante projeto”, informou Waldyr Ferreira – Managing Director da Bajaj do Brasil.

A empresa  está preparada para iniciar as operações com uma equipe adequada e capacitada para atender às demandas de produção. “Inicialmente, contaremos com pelo menos 60 colaboradores diretamente na operação. Estamos confiantes de que nossa equipe, juntamente com os recursos e processos que implementamos, nos permitirá alcançar nossos objetivos de produção com eficiência e qualidade”. 

Embora a fabricante não dê detalhes sobre o investimento necessário para a instalação da fábrica, a empresa garante que todo o investimento será realizado com o objetivo de garantir uma operação bem-sucedida e eficiente. “No momento, optamos por não divulgar informações específicas sobre nossa expectativa inicial de volume de produção mensal. Estamos focados em garantir a qualidade e eficiência de nossas operações antes de compartilhar detalhes sobre nossas metas de produção”, frisou. 

Segundo o diretor-gerente da empresa, a decisão da Bajaj de trazer a fabricação de motocicletas para Manaus é abrangente e estratégica. “Buscamos não apenas solidificar nossa presença no mercado brasileiro, mas também expandir nossa rede de concessionárias para novas cidades e regiões. Este movimento nos permitirá atender às necessidades de um público mais amplo que ainda não alcançamos, proporcionando-lhes acesso a nossos produtos de forma mais direta e eficiente. Além disso, a proximidade com nosso público-alvo nos permite adaptar nossos produtos às demandas locais, garantindo uma oferta mais alinhada com as expectativas dos consumidores. Por fim, ao investir em uma fábrica em Manaus, contribuímos para o crescimento econômico da região, gerando empregos e estimulando o desenvolvimento industrial local. Estamos comprometidos em aproveitar esta oportunidade para fortalecer nossa presença e impacto no mercado brasileiro”, disse Ferreira. 

Para ele, o segmento de duas rodas, especialmente no contexto brasileiro, apresenta um potencial significativo de crescimento e expansão. Com uma demanda crescente por motocicletas em todo o país, o mercado de duas rodas tem se mostrado resiliente e promissor.  “O processo produtivo no Amazonas, especificamente em Manaus, capital industrial da região, possui um potencial extraordinário devido à sua infraestrutura logística e incentivos fiscais proporcionados pelo PIM (Polo Industrial de Manaus). Essa região é estrategicamente localizada e oferece uma série de vantagens competitivas para as indústrias, incluindo acesso privilegiado aos principais mercados consumidores do Brasil”.  Além disso, ele acredita que a concentração de empresas e fornecedores no Amazonas promove uma cadeia produtiva integrada e eficiente, favorecendo a otimização dos processos de fabricação e distribuição. “O Amazonas também oferece mão de obra qualificada e infraestrutura industrial adequada, fatores essenciais para impulsionar o desenvolvimento do setor de duas rodas”. 

Em resumo, ele destacou que o potencial do processo produtivo no Amazonas é indiscutível, e a região está bem posicionada para desempenhar um papel crucial no crescimento e na evolução do segmento de duas rodas no Brasil. “Estamos entusiasmados com as oportunidades que essa localização estratégica oferece e ansiosos para contribuir para o desenvolvimento contínuo deste setor tão dinâmico”. 

Nova associada da Abraciclo

A Bajaj do Brasil é a mais nova associada da Abraciclo – Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares.

Para Marcos Bento, presidente da Abraciclo, a chegada de mais um integrante na associação comprova o momento positivo vivido pelo segmento. “É um importante reforço para a indústria de duas rodas, principalmente para a Zona Franca de Manaus – ZFM. Estamos atraindo novos investimentos e gerando empregos na região”, enfatiza.

Na avaliação do managing director da Bajaj do Brasil, Waldyr Ferreira, a consolidação da parceria com a Abraciclo representa um ponto crucial para a fabricante. “Estamos muito felizes em unirmos nossas forças com uma associação tão renomada e reconhecida no cenário das Duas Rodas nacional. Essa união reflete nosso compromisso mútuo em impulsionar o crescimento sustentável do mercado, além de oferecer produtos e serviços de excelência aos nossos clientes. Estamos ansiosos para colaborar de forma proativa e construtiva nessa jornada em prol do setor”, afirma.

Números

Desde que chegou ao Brasil, a Bajaj tem visto a demanda por seus produtos crescer rapidamente. Com isso, para 2024, a fabricante estabeleceu a meta de triplicar seu volume no País em comparação com 2023, quando foram vendidas 3.800 unidades dos modelos da linha Dominar: Dominar 160, Dominar 200 e Dominar 400.

De acordo com Rakesh Sharma, Executive Director da Bajaj Auto Limited, a atuação com fábrica própria no Brasil, maior mercado de motocicletas da América Latina, auxiliará a empresa a ganhar “insights” sobre o desenvolvimento de produtos e o comportamento do consumidor, que contribuirão para o fortalecimento da presença da marca em toda a região.
 

Seguindo o mesmo ritmo de crescimento e com o objetivo de levar liberdade de escolha a motociclistas de todo o Brasil, a Rede de Concessionárias segue em expansão.

Atualmente são dez endereços, em Campinas (SP); Jundiaí (SP); Santo André (SP); São Paulo (SP), onde a marca tem 2 lojas; Belo Horizonte (MG); Rio de Janeiro (RJ); Taguatinga (DF); Florianópolis (SC) e Salvador (BA).

Já estão no cronograma de 2024 as inaugurações em Curitiba (PR), Porto Alegre (RS), Fortaleza (CE), Maceió (AL), Recife (PE), Caruaru (CE), Manaus (AM), Marabá (PA) e Belém (PA), permitindo que a marca esteja presente nas 5 regiões brasileiras.

Por dentro

Atualmente, os 3 modelos Bajaj disponíveis no mercado brasileiro, a Dominar 160, a Dominar 200 e a Dominar 400, já são montados no Polo Industrial de Manaus (AM), a partir de uma parceria estratégica com a Dafra, que tem sido fundamental para a estruturação das operações da Bajaj do Brasil. Desde o início das vendas no mercado brasileiro, já foram comercializadas mais de 4.800 unidades dos modelos da marca.

Andréia Leite

é repórter do Jornal do Commercio
Compartilhe:​

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Notícias Recentes

Pesquisar