Fábrica P&G de Manaus é certificada

A fábrica da P&G Brasil em Manaus acaba de ganhar mais um motivo para comemorar o excelente trabalho de sustentabilidade desenvolvido nos últimos anos pela empresa. A fábrica de Manaus conquistou o certificado de qualidade ambiental “PS Sustainability Award”, concendido pela própria P&G, por seu destaque na diminuição de 10% do CO2 – um dos quatro princípios propostos pela P&G Global no quesito sustentabilidade. Além da redução de emissão de CO2, entre os princípios da P&G estão o consumo de energia e de água, e a diminuição de resíduos.
Essa não é a primeira vez que uma fábrica da P&G Brasil recebe a certificação. Em 2012, a companhia também teve esse mesmo reconhecimento, na categoria Gold, pela redução em até 30% de CO2, que também está entre os princípios sustentáveis, demonstrando que a P&G, como a maior empresa de bens de consumo do mundo, tem a responsabilidade de inovar e operar de forma ética e sustentável em todo o mundo.
De acordo com Gabriela Onofre, diretora de Comunicação da P&G Brasil, “sustentabilidade ambiental e responsabilidade social estão inseridas no propósito da companhia, e Manaus, por sua vez, também busca no dia a dia essa mesma meta. A sustentabilidade é incorporada diariamente nos produtos, embalagens e operações, e intensificada em todos os momentos da companhia”.

Resíduo Zero

Em abril de 2013, a P&G também anunciou que 45 de suas unidades de produção no mundo alcançaram a meta de não enviar mais resíduos industriais para aterros sanitários, incluindo a fábrica de Manaus. A iniciativa, denominada Resíduo Zero, é um avanço importante rumo à concretização da visão de longo prazo da P&G de acabar com o envio de resíduos industriais e pós-consumo para aterros sanitários. Atualmente, 99% dos materiais que entram em suas fábricas saem como produtos finais ou reciclados, reaproveitados ou convertidos em energia, restando menos de 1% de todo o material que entra em suas unidades globais na forma de lixo.
Na fábrica da P&G Brasil, localizada em Manaus, todos os resíduos provenientes da produção são moídos, pesados e vendidos para a maior recicladora da região Norte, que, por sua vez, transforma esses resíduos em matéria-prima que volta à cadeia produtiva. Os resíduos de metal, papel, papelão, madeira e resinas plásticas também são 100% reciclados, além de outros, como o lodo do tratamento dos efluentes, que é enviado para secagem e posteriormente para compostagem. Os resíduos de óleo das máquinas são reciclados na fabricação de graxa por um fornecedor local. O resíduo restante do processo de afiação (borra de afiação) é enviado para coprocessamento na fabricação de cimento, e o resto do material que não pode ser reciclado é 100% incinerado, com 98% de reaproveitamento da energia gerada no processo de queima. A fábrica de Manaus trabalha com a reciclagem dos resíduos nos três turnos, ou seja, 24 horas por dia.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email