Extradição de Salvatore Cacciola deve ser decidida em novembro

Depois de encontro com o ministro da Justiça do Brasil, Tarso Genro, o diretor-geral de Serviços Judiciários de Mônaco, Philippe Narmino, afirmou que o processo de extradição do ex-banqueiro Salvatore Cacciola deve estar concluído até 15 de novembro.
Narmino tem cargo equivalente ao de ministro da Justiça no Brasil, mas é ao mesmo tempo a maior autoridade do Judiciário monegasco. O diretor-geral afirmou que, se o Brasil cumprir o prazo prometido de entregar todos os documentos necessários até 3 de outubro, a Corte de Apelações deve começar a analisar o caso em 20 de outubro. Em seguida, esse tribunal colegiado deve definir o destino de Cacciola em cerca de duas semanas.
No caso de a Corte decidir pela extradição do brasileiro, o processo é encaminhado por Narmino ao príncipe Albert 2º, que tem a palavra final.

O encontro entre Tarso e Phelippe Narmino começou antes das 15h e durou pouco mais de uma hora. O diretor-geral fez questão de elogiar a visita, dizendo que “esse contato pessoal facilita uma compreensão do caso que a distância atrapalha”.
No encontro, Narmino pediu a Tarso mais um documento, além da sentença de 2005 que condena Cacciola a 13 anos de prisão. O Judiciário monegasco quer uma confirmação do Supremo Tribunal Federal brasileiro de que o pedido de prisão contra o ex-banqueiro continua válido.
“Interessa-me saber se a decisão é válida e o que o juiz que ordenou a prisão em 2000 diz hoje, em setembro de 2007. Eu prefiro ter esse documento”, disse Narmino. Tarso se comprometeu a enviar essa confirmação. “Não estamos preocupados com o prazo para a entrega dos documentos, queremos saber se ele está foragido, isso sim é importante”, completou o diretor-geral.

Apesar da troca de elogios entre Tarso e Narmino pela visita do brasileiro, ainda houve um ruído sobre o pedido de extradição. Enquanto o ministro confirmava aos repórteres que o processo já tinha sido aberto, Phelippe Narmino insistia que ele ainda não está em curso e que só começará quando chegarem todos os documentos.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email