Exportadores podem ter ampliada a linha pré-embarque pelo BNDES

O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) quer aumentar a ajuda ao setor exportador, um dos mais afetados pela crise econômica global. O presidente do banco, Luciano Coutinho, disse que vai pedir autorização ao ministro Guido Mantega (Fazenda) para que seja ampliada a linha de pré-embarque para bens de capital.
Ele explicou que os R$ 6 bilhões reservados para a linha já foram consumidos e que há pedidos extras que já somam R$ 1 bilhão. Coutinho reconheceu que os exportadores precisam de mais apoio para enfrentar o cenário “difícil e acirrado”. Ele ressaltou ainda que a perspectiva futura no curto prazo aponta para mais dificuldades no caminho do setor. “O mercado mundial desabou e está retomando devagar. Além disso, há tendência de apreciação do câmbio. Isso multiplica nossos desafios de melhorar a logística e reduzir a carga tributária sobre as exportações e facilitar as condições de crédito seguro ao setor”, afirmou Coutinho, que participa da edição especial do Fórum Nacional do Rio de Janeiro.
O presidente do BNDES traçou um cenário positivo para a economia brasileira no curto prazo. Para Coutinho, o país vai crescer, em média, 5% nos próximos anos. Para 2009, o executivo projetou uma expansão próxima de 1% no PIB (Produto Interno Bruto), baseada principalmente no desempenho do consumo das famílias.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email