Exportações do Amazonas melhoram

As exportações do Amazonas cresceram 30,64% em setembro deste ano, em relação ao mês anterior, totalizando US$ 67,97 milhões. As importações locais, mesmo com a crise gerada pela pandemia, alcançaram o maior valor da série histórica dos últimos cinco anos para o mês de setembro, de acordo com estudo da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação acerca da Balança Comercial. Para o secretário Jório Veiga, a diversificação dos produtos exportados tem garantido receita e participação no comércio exterior. Os mercados da Venezuela e Alemanha foram os principais destinos das vendas externas do Amazonas em setembro, respondendo por 40,28% do total exportado em setembro. O principal produto exportado para a Venezuela foi Margarina (US$ 3.645.522,00), o equivalente a 22,67% das exportações para aquele país. Para a Alemanha, o principal produto exportado foi “ouro em forma manufaturada” (US$ 11.163.475,00), o que representou 98,78% das exportações para este país.

ESCOLA DA FLORESTA

Potencializando o desenvolvimento econômico do Amazonas, por meio da implantação de negócios sustentáveis que sejam capazes de aproveitar os diferenciais competitivos existentes no bioma Amazônia, a Rainforest Social Business School, primeira Escola de Negócios da Floresta Amazônica no Brasil, foi lançada ontem pela Universidade do Estado do Amazonas.

MEDIDAS

Ao chegar ao nono mês de enfrentamento aos efeitos da pandemia de Covid-19, desde o primeiro caso confirmado do novo coronavírus em Manaus, o prefeito Arthur Virgílio Neto (PSDB) anunciou novas estratégias em várias frentes de atuação, para conter o avanço da doença na cidade. Entre elas estão a ampliação da rede de saúde do município, de testagem, de distribuição de medicamentos e Equipamentos de Proteção Individual, além do reforço de imunização contra a influenza (gripe). Essas medidas vêm se somar ao conjunto de atuações realizadas pela Prefeitura de Manaus, desde março, para prevenção e controle da doença.

RECADASTRAMENTO

O recadastramento obrigatório dos servidores do Governo do Amazonas será retomado a partir de 16 de novembro, conforme decreto a ser publicado essa semana. A publicação determinará que a retomada será exclusivamente para os agentes públicos ativos do Estado do Amazonas. Para os pensionistas e servidores inativos da Fundação Amazonprev, o recadastramento continua suspenso até 31 de dezembro deste ano.

MODERNIZANDO

Reforçando uma iniciativa que será desenvolvida pelo Tribunal de Justiça do Amazonas por meio da Escola de Aperfeiçoamento do Servidor, a corregedora-geral de Justiça do Amazonas, desembargadora Nélia Caminha, expediu um Ofício-Circular incentivando os servidores da Justiça Estadual a participarem de uma capacitação online sobre o uso do pacote coorporativo da empresa Google cujo aplicativo “Google Meet” e outras ferramentas serão disponibilizadas para a viabilização de audiências e outras atividades na esfera da Justiça Estadual.

PALIATIVO

A médica anestesiologista, paliativista e chefe do Serviço de Terapia da Dor e Cuidados Paliativos da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas, Mirlane Cardoso, foi escolhida como um dos 30 profissionais visionários do Brasil no Cuidado Paliativo, especialidade médica que tenta aliviar a situação do paciente desenganado.

MENOS ROUBOS

A capital amazonense acumula redução de 11% nos casos de roubos e furtos de veículos de janeiro a setembro de 2020, na comparação com o mesmo período do ano passado, de acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública. No mesmo período, as ações policiais resultaram na recuperação de 1.437 veículos para devolução aos proprietários.

PÓS-GRADUAÇÃO

A Fundação Amazonprev assinou um termo de cooperação técnica com a Ordem dos Advogados do Brasil, seção Amazonas, para a promoção de cursos de capacitação e especialização, em nível de pós-graduação, nas áreas de direito previdenciário e de investimentos.

FAZENDA

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, e a comitiva composta por ministros e chefes de missões diplomáticas visitaram, ontem, a fazenda Santa Rosa, em Iranduba. A propriedade, que surgiu como assentamento, é referência por ter se desenvolvido a partir da regularização fundiária, destacando-se na agropecuária e no turismo rural.

FRASES

“Não dê esmolas.” Álvaro Campelo (Progressistas), deputado estadual, sobre a exploração de crianças e adolescentes nos semáforos

“Vou ser prefeito reeleito.” Antonio Peixoto (PT), prefeito de Itacoatiara, em debate antes de ter a sua candidatura impugnada pela Justiça Eleitoral

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email