Exportações da América Latina devem crescer

As exportações da América Latina e do Caribe devem crescer 1,5%, neste ano, próximo da expansão registrada em 2012 (1,4%). A previsão é da Cepal (Comissão Econômica para América Latina e o Caribe), que divulgou hoje (10) o Panorama da Inserção Internacional da região em 2013.
Segundo a Cepal, deve haver expansão de 3% em volume de exportações e queda de 1,5% em preços. A previsão para o valor das importações é expansão de 4,5%. Assim, o superavit comercial da região, que chegou a US$ 41 bilhões em 2012, vai cair para US$ 8 bilhões, neste ano.
Para o Brasil, a projeção da Cepal é queda nas exportações de 0,1%, em 2013 e crescimento das importações de 4,6%.
De acordo com a Cepal, o desempenho do comércio exterior na região reflete a debilidade da conjuntura econômica mundial. Segundo a comissão, o comércio mundial deve apresentar expansão de 2,5% em volume este ano. Se esse desempenho se confirmar, o crescimento será menor que o PIB (Produto Interno Bruto) global pelo segundo ano consecutivo.
No relatório, a comissão destaca que deve haver mudanças nos fluxos de comércio no mundo, devido às negociações de acordos comerciais, chamados de “megarregionais”. Segundo a Cepal, a ideia dessas negociações é criar espaços econômicos integrados de vasto alcance, sejam asiáticos, transatlânticos ou transpacíficios.
“A magnitude destas iniciativas, tanto em termos do peso econômico de seus participantes como da sua ambiciosa agenda temática, poderia na prática implicar que até fins da presente década se tenha produzido uma verdadeira redefinição das regras do comércio mundial, à margem do sistema multilateral”, diz a Cepal.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email