Expoagro promete movimentar R$ 26 milhões em sua 36º edição

A 36ª Expoagro, que começa no próximo sábado, 19, e vai até o dia 27 de setembro, tem público previsto de 600 mil pessoas, um incremento de pouco mais de 30% em relação ao ano passado, segundo o secretário estadual de Produção Rural, Eron Bezerra. Espera-se também que haja uma movimentação de R$ 26 milhões; ano passado foram movimentados R$ 24,5 milhões.
As informações foram expostas ontem em coletiva de imprensa, reunindo representantes dos organizadores do evento como a Sepror (Secretaria de Estado da Produção Rural), Acocam (Associação de Criadores de Ovinos e Caprinos do Estado do Amazonas) e a Fettagri (Federação dos Trabalhadores da Agricultura do Amazonas). Serão 18 estandes de expositores durante todo o evento.
Cerca de 6.000 postos de trabalho serão criados durante a feira. Eron Bezerra entende que cabe aos setores da agropecuária cuidar -ou pelo menos participar- da organização do evento. “Estamos fazendo uma transição entre a gestão estritamente pública, como era feita, para um sistema misto, que evolua para um movimento social tomar conta da Expoagro”, declarou o secretário.
Este ano, do R$ 1,2 milhão investido, R$ 200 mil são da Acocam, conforme informou o presidente da mesma, Camilo Moratto. Outro atrativo aos produtores do setor é uma linha de crédito, disponibilizada pela Afeam (Agência de Fomento do Estado do Amazonas), aos interessados em investir em agronegócios. O diferencial é a facilidade com a qual o agricultor poderá obter essa linha. Segundo o secretário da Sepror, não haverá pesquisa nos órgãos de proteção ao crédito. O valor estipulado para cada interessado será de R$ 15 mil, sendo que R$ 5 milhões iniciais estarão disponíveis, podendo ser disponibilizado mais, dependendo da procura.
“Outros parceiros tradicionais, como o Banco do Brasil e o Banco da Amazônia também estarão presentes esse ano, com suas condições diferenciadas para aquisição de linhas de crédito”, explicou Bezerra. Os juros para as linhas da Afeam serão de 6% ao ano. O secretário enfatizou a importância da política de expansão da piscicultura, com a entrega de 200 mil alevinos aos piscicultores da região, podendo cada um retirar gratuitamente, duas mil unidades, entre matrinxãs e tambaquis.
Cerca de 400 policiais militares vão ser mobilizados para o evento, sem contar uma equipe de segurança particular contratada pela organização. Este ano, uma empresa foi contratada para fazer a segurança dos veículos dos visitantes, porém será cobrada uma taxa de R$ 3 para carros e R$ 2 para motos, incluindo um seguro contra danos ao patrimônio.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email