18 de abril de 2021
Com os bons resultados do ano passado, no primeiro mês de 2008, os empresários do setor continuam com suas expectativas em alta.

Com os bons resultados do ano passado, no primeiro mês de 2008, os empresários do setor continuam com suas expectativas em alta. De acordo com a pesquisa Indicadores Sebrae-SP, em janeiro 2008, um total de 47% de entrevistados esperavam que o faturamento de sua empresa se mantenha estável nos próximos meses, enquanto 43% acreditavam em crescimento da receita.
Da mesma forma, os empresários mostraram expectativas positivas quanto ao desempenho da economia brasileira em 2008. Em janeiro, 52% disseram acreditar que o nível de atividade da economia irá se manter nos próximos meses e 42% apostavam na melhora deste nível.

Expectativas
para 2008

De acordo com o relatório Focus, divulgado pelo Banco Central e que expressa a média das expectativas dos analistas de mercado, o ano de 2008 tende a ser relativamente bom para a economia brasileira, com crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) de cerca de 4,5%. Este nível situa-se um pouco abaixo da taxa de crescimento da economia em 2007, que foi 5,2%, segundo a mesma fonte.
A expectativa de um crescimento um pouco menor para a economia brasileira em 2008 é explicada por uma combinação de fatores, entre os quais estão os sinais de desaceleração na economia internacional pela retração no mercado imobiliário dos Estados Unidos e incertezas quanto ao preço do petróleo.
Outros motivos são de ordem interna, principalmente a alta da inflação nos últimos meses, puxada pela elevação dos preços dos alimentos em função de variações climáticas e a provável manutenção da taxa básica de juros (Selic) em níveis ainda relativamente elevados.
A amostra da pesquisa é representativa das mais de 1,3 milhão de MPEs paulistas da indústria de transformação (11%), comércio (57%) e serviços (32%). Elas representam 98% das empresas formais e ocupam cerca de 67% da mão-de-obra do setor privado, em todo o Estado de São Paulo.
A pesquisa monitora o desempenho das MPEs em todo o Estado e apresenta dados para quatro regiões: capital (cidade de São Paulo), Grande ABC, Região Metropolitana de São Paulo (39 municípios) e interior.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email