Executiva estadual do PDT com foco em 2014

A coordenação regional do PDT/AM (Partido Democrático Trabalhista) aproveitou a visita do Ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias (PDT), para dar início as articulações com vistas às eleições gerais em 2014. O discurso foi pautado em prol da educação e do conhecimento ao alcance do trabalhador. O encontro aconteceu na manhã de sábado (25), na rua José Paranaguá, no Centro de Manaus.
De acordo com o presidente regional do PDT, Stones Machado, o partido pretende eleger o máximo de representantes na esfera estadual e federal para se fortificar e evitar as mazelas decorrentes de conchavos eleitoreiros. “Nós estamos abrindo o partido para que não fique preso debaixo do nosso braço, nós queremos fazer diferente, queremos um PDT aberto com muitos candidatos a deputado estadual, federal, para o senado e governador, o que for importante para que o partido possa crescer”, diz.

Desabafo provoca prefeito

O superintende regional do Trabalho e Emprego do Amazonas e secretário estadual do PDT, Dermilson Chagas levanta sua bandeira em defesa do pescador, que segundo ele, está sendo escravizado pelo atual sistema capitalista imposto pelo governo petista, e reclama do prefeito de Manaus que não cumpriu o combinado antes das eleições. “Tem um sistema que escraviza sim o nosso pescador, isso é uma verdade. Mas nós fizemos muitos vereadores, nós tivemos glórias, não perdemos eleições. Agora precisamos cobrar a fatura do prefeito que não cumpriu conosco, dando cargo isolado para alguns companheiros não deu foi para o partido. Nós precisamos dizer para ele: Arthur que lado tu estás, do nosso lado ou do lado de lá? Porque nós não estamos aqui contigo”, desabafa Chagas.

Efeito e causa

Já o ministro Dias iniciou elogiando a nova sede que ele considera como um templo cívico, chamando a atenção para a principal premissa do partido que é oferecer ferramentas para que o povo faça sua revolução, e salve-se do atual regime capitalista. “Nós somos o partido revolucionário, vocês lembram que o Brizola sempre disse isso, e não vamos consolidar ou homologar esse modelo econômico capitalista que nada mais faz do que espoliar a Nação e explorar os nossos trabalhadores”, discursa.

Foco na educação

Dias afirma que no PDT nada se faz por inspiração divina, mas com ação concreta que passa pela organização e pela militância através do conhecimento apreendido com muita leitura e estudando sempre para alcançar seus ideais, idealiza a Universidade do Trabalhador. “Nós não vamos salvar o povo. Não é o PDT ou outro partido que salva o povo. O povo que tem que se salvar. Na busca dos seus espaços, mas para fazer isso o povo tem que saber. Para saber tem que ler tem que estudar. E para estudar tem que ter oportunidade e é por isso que o PDT luta pelos trabalhadores para instituir uma universidade exclusiva para aqueles que trabalham e querem crescer com o país”, salienta.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email