Evento no RJ reúne investidores

Representantes de onze empresas da cadeia de petróleo, gás e naval apresentarão seus planos de negócios a investidores e gestores de fundos de private equity e venture capital, no dia 19 de setembro, durante o Venture Fórum de Óleo e Gás, no Rio de Janeiro (RJ). Promovido pela Associação Brasileira de Private Equity & Venture Capital (Abvcap) com patrocínio da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), o encontro busca promover as oportunidades de negócios entre as empresas e os investidores interessados em aportar recursos nesse setor por meio de participações acionárias.
A seleção das 11 companhias participantes ocorreu com apoio da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), da BM&FBovespa, da consultoria Fesa e da Organização Nacional da Indústria do Petróleo (Onip). Esse processo contempla também a promoção de treinamento e capacitação empresarial aos participantes, de forma a preparar os empresários para o encontro. “As companhias selecionadas têm faturamento entre R$ 5 milhões e R$ 100 milhões e fazem parte do público-alvo do Plano Brasil Maior, que destaca o setor de petróleo e gás como uma das alavancas para o desenvolvimento industrial do País”, destaca o especialista da ABDI Cássio Rabello.
Rabello explica que, lançado como política industrial, tecnológica, de serviços e de comércio exterior do governo federal, o Brasil Maior visa melhorar a eficiência produtiva, promover modernização tecnológica e aumentar a produtividade da indústria brasileira em escala internacional. “A realização do Venture Fórum de Óleo e Gás vai ao encontro desse objetivo, tendo em vista que o evento reunirá o capital dos investidores, os produtos e processos inovadores das empresas e as oportunidades de demandas do setor (oriundas principalmente do processo de exploração do pré-sal)”, detalha.
Para o presidente da Abvcap, Clovis Meurer, através de recursos via fundos de participação (private equity, venture e seed capital), a empresa tem a chance de se fortalecer e se tornar mais competitiva para enfrentar o mercado. “Queremos mostrar que esses fundos têm recursos disponíveis para investir em empresas com potencial de mercado e diferencial competitivo, e que, além do capital, ajudam a profissionalizar a companhia, maximizando o seu valor, além de gerar renda e emprego e contribuir para o crescimento econômico do País”.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email