Duas das maiores Igrejas de Manaus, a Assembleia de Deus e o Ministério Internacional da Restauração, entraram de cabeça na articulação dos movimentos de 7 de setembro na cidade, em apoio ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Ao contrário do que acontece com os movimentos de direita locais, que são muito desunidos, os neopentecostais estão unidos em torno da causa e tem dado demonstração disso. O pastor Samuel Câmara e o apóstolo Renê Terranova, líderes das duas congregações, aparecem em um vídeo que circula nacionalmente anunciando que estarão na Avenida Paulista na data. Eles se irmanaram a outras lideranças, como os pastores Claudio Duarte e Silas Malafaia, na convocação para os atos. A tendência é que os evangélicos formem o maior contingente nas ruas na manifestação. Um movimento oposto, liderado pelo pastor presbiteriano Caio Fabio Filho, tenta fazer o contraponto, criticando Bolsonaro e denunciando o que seria uma tentativa de golpe deste.

TRANSPARENTE

O Tribunal de Justiça do Amazonas alcançou 93,79% no nível de transparência, o mais alto entre os poderes estaduais, segundo ranking divulgado na sexta-feira (27) pelo Ministério Público de Contas, por meio da Coordenadoria de Transparência, Acesso à Informação e Controle Interno. O levantamento apresenta outros órgãos dos poderes estaduais, como o Governo (93,78%), a Defensoria Pública (93,72%), o Ministério Público Estadual (93,5%), o Tribunal de Contas do Estado (81,25%) e a Assembleia Legislativa (55,27%). Estes dados referem-se ao período de 19/05 a 25/08/2021, coletados pelo MPC no Portal da Transparência da corte.

NOVO LÍDER

O deputado Tony Medeiros (DEM) deve assumir a liderança do Governo na Assembleia Legislativa, substituindo Joana Darc (PL), que se desgastou muito depois que acusou os colegas de terem recebido dinheiro para votar em Roberto Cidade (PV) para a presidência da Casa. Ela não conseguiu mais fazer nenhuma interlocução com os demais parlamentares e ainda responde a processo na Comissão de Ética, com ameaça real a seu mandato.

SEM REAJUSTE

A Prefeitura de Manaus esclareceu que mantém a decisão de não autorizar o reajuste de 24,52% pleiteado pela concessionária Águas de Manaus. A empresa vem agindo de forma irresponsável com a população manauara, quando ignora o cenário de pandemia, o qual resultou na morte de mais de 13 mil pessoas e que ainda se mantém presente em nossa capital e decide aplicar o reajuste de forma retroativa e totalmente à revelia do Poder Concedente.

CAPACITAÇÃO

O Poder Judiciário Estadual, por meio do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Soluções e Conflitos realizará, nos dias 19 e 20 de outubro, o “I Workshop de Conciliação em Matéria de Família”, capacitando servidores e estagiários das Varas de Família para atuar no mutirão de audiências da Semana Nacional da Conciliação, que neste ano será realizada entre os dias 8 e 12 de novembro.

AUTONOMIA

“Embora não seja a autonomia dos meus sonhos, porque sofreu veto do governo federal em dois importantes itens, estou feliz com a decisão do Supremo Tribunal Federal em validar e considerar constitucional a lei que dá autonomia ao Banco Central. Foi uma luta longa, e a muitas mãos, que finalmente está consagrada vitoriosa”, avaliou o ex-senador, ex-prefeito e presidente do PSDB no Amazonas, Arthur Virgílio Neto, em suas redes sociais. Arthur apresentou, por duas vezes, ao longo da sua trajetória no Congresso Nacional projetos de lei com o mesmo teor.

TERRAS INDÍGENAS

A Associação das Adepam emitiu nota, neta sexta-feira (27), em defesa dos povos indígenas de terem as terras que ocupam demarcadas, legalizando a propriedade, independe do prazo em que residem no local. O documento, elaborado com apoio da Associação Nacional das Defensoras e Defensores Públicos, esclarece que o estabelecimento do marco temporal, que reconhece como terras passíveis de demarcação apenas os territórios ocupados no ano de 1988, dificulta o acesso a um direito fundamental para os povos tradicionais.

EDUCAÇÃO INDÍGENA

A mensagem do Executivo municipal que dispõe sobre melhorias para a educação indígena foi encaminhada à Câmara Municipal de Manaus, para avaliação. Se aprovada pelos vereadores, a Prefeitura de Manaus vai regularizar a categoria de Escola Indígena Municipal, os cargos de profissionais de Magistério Indígena, e vai promover a regularização dos Centros Municipais de Educação Escolar Indígena, que passarão e ser denominados de Espaços de Estudos da Língua Materna e Conhecimento Tradicionais Indígenas na Secretaria Municipal de Educação.

GRANJAS

granja
Foto: Divulgação

A  Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Amazonas iniciou nesta semana o programa Granja Legal, que tem o objetivo de realizar o cadastro e regularização de avicultores, para que seja cumprida a Instrução Normativa 56/2007, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Entre outras exigências, o Ministério determina que toda granja com criação acima de mil aves seja registrada e tenha o acompanhamento de um médico veterinário responsável técnico. Ao promover o registro dos estabelecimentos avícolas no Amazonas, a Adaf dá cumprimento ao artigo 8º da IN 56/2007, que confere tal atribuição às agências estaduais de Defesa Sanitária Animal.

FRASES

wilson lima

“Esse ano nós vamos entregar a AM-070 (Manaus-Manacapuru).” Wilson Lima (PSC), governador do Amazonas

“A privatização da Petrobras continua.” Zé Ricardo (PT), deputado federal, sobre a venda da refinaria de Manaus

Foto/Destaque: Divulgação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email