EUA devem congelar reajuste por cinco anos

O governo americano elabora um plano para congelar as taxas de juros para determinados tipos de contratos de hipotecas de risco (chamadas de “subprime”) por cinco anos, para evitar um aumento excessivo nos despejos de proprietários inadimplentes, segundo fontes do Congresso ouvidas pela agência de notícias AP (Associated Press).

Segundo as fontes, o congelamento nos reajustes das taxas de juros representa um acordo entre os órgãos reguladores, que queriam um prazo mais longo -de até sete anos- e representantes do mercado hipotecário, que pretendiam que o alívio para os proprietários durasse um ou dois anos.

A AP informou, segundo outra fonte próxima à elaboração do projeto, que o congelamento seria aplicado a proprietários com hipotecas feitas entre o início de 2005 e 30 de julho deste ano, com contratos que prevêem reajustes entre 1º de janeiro de 2008 e 31 de julho de 2010.

O anúncio do plano será feito pelo presidente americano, George W. Bush, na Casa Branca. O secretário do Tesouro, Henry Paulson, e o secretário de Habitação e Desenvolvimento Urbano, Alphonso Jackson, além de representantes do mercado hipotecário, devem conceder entrevista coletiva, para esclarecer o projeto.

Paulson disse que o plano apenas atenderia os proprietários residentes nas próprias casas -de modo a não favorecer especuladores do setor imobiliário. Analistas estimam que cerca de dois milhões de hipotecas de alto risco se ajustem no final de 2008, o que aumentará o pagamento típico em US$ 350 -de US$ 1.200 em média para US$ 1.550.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email