Se você tivesse a oportunidade de voltar ao passado e escolher uma pessoa para rever e trocar algumas ideias sobre o futuro, quem você escolheria? Sem a menor sombra de dúvidas eu escolheria a mim mesma. Sem prepotência nenhuma, é claro que gostaria de voltar e me dar alguns conselhos (rsrs). Mas sem esquecer que na vida real, essa viagem ao passado serve apenas como comparação e análise para evitar erros futuros, não para viver se lamentando pelo que não deu certo. Certa vez, ouvi uma pessoa próxima dizer que vários trechos da música “Epitáfio” da banda Titãs poderiam estar descritas em sua própria lápide e a única coisa que eu pude pensar ao ouvir isso foi que eu não queria de forma alguma ser essa pessoa. Já imaginou? Saber que não amei o suficiente, que não arrisquei nada, que não fiz as coisas “que eu queria fazer” e deixar por conta dos “acasos” as escolhas da minha vida até o dia da minha morte. 

Apesar de termos leituras diferentes sobre tudo e todos, olhar para o passado e arrepender-se por nada ter feito para alterar o seu destino, é uma distorção desleal com a realidade. Eu acredito que todos nós gostaríamos de voltar no tempo e depois de ter escolhido um caminho equivocado, saber o resultado dessas escolhas para poder tomar decisões diferentes. Porém, no presente a gente não sabe o que está por vir e muitas vezes nem temos maturidade o suficiente para avaliar as consequências. Se pararmos para pensar neste exato momento o que teríamos feito diferente, eu tenho certeza de que iriam pipocar em nossas cabeças diversas situações, que hoje sabendo do resultado daquela escolha, o rumo tomado seria outro. Fosse por uma proposta de emprego não aceita, um convite para mudar de cidade, a desistência daquela viagem sonhada porque não queria ir sozinha ou até aquele relacionamento que deixou passar quando optou por viver o “suposto” amor com outra pessoa. 

Do que você se arrepende? O que você gostaria de corrigir? Se eu pudesse voltar ao passado, gostaria de ter tido maturidade e escolhido pensar mais nos estudos e trabalhos em vez das festas e baladas com amigos. Teria priorizado os estudos só porque hoje eu saberia mais do que eu sei (rsrs). Por outro lado, eu realmente acho que as coisas acontecem como devem ser e para que eu consiga fazer o que eu faço hoje, trabalhar com o que eu trabalho, de repente teria sido necessário trilhar o caminho que fiz. 

Se eu fosse parar agora e me dar alguns conselhos, eu iria começar com o “Estude muito, porque o mundo não é a sua bolha”. Provavelmente você ainda não conheceu a pessoa que vai “brigar” pelo seu lugar. Então, ser o melhor entre os seus não é o suficiente”. Você já parou para pensar que quando for para o mercado de trabalho você competirá uma vaga com pessoas que têm conhecimentos superiores aos seus. É claro que isso não é para assustar ninguém, mas porque quando somos crianças não enxergamos a escola como ponto crucial na nossa vida? 

Outra coisa que certamente estaria na minha lista é a prática de esportes. Não só pela qualidade de vida, mas pelo senso de grupo, de equipe. Além de saúde, o esporte também ensina a ter empatia, a pensar como coletivo, atributos fundamentais na hora de levar sua empresa ao sucesso. 

Mais uma dica de ouro seria investir o quanto pudesse em viagens. Conhecer novas culturas, pessoas, lugares, idiomas o leva a perceber que você é só um, entre quase 8 bilhões de pessoas no mundo. Essa constatação o faz sair da bolha e admirar o desconhecido. Levou um tempinho para eu perceber que era melhor ficar em casa e guardar dinheiro para a próxima aventura do que gastar dinheiro com qualquer outra coisa. Arrependo-me muito de não ter viajado mais e olha que viajei bastante. 

Mais um necessário seria guardar dinheiro e investir desde cedo. Demorei muito para perceber que a vida não é roupa de grife, nem carro do ano, nem baladas badaladas, nem gastar tudo o que se tem para pagar de rico. Comece a guardar dinheiro no primeiro emprego, mesmo que você ainda não saiba no que investir. Aliás, não investir em algo que não vai poder arcar, também é ótimo. A verdade é que cada um coleciona experiências e passa por situações que só quem as viveu sabe as consequências. Steve Jobs dizia: A gente só consegue fazer conexões olhando para trás. Para frente é tudo incerto é tudo indefinido, é loucura você se cobrar decisões futuras perfeitas se é muito mais fácil olhar para trás e enxergar os fatos já ocorridos.   

Rick Chester disse uma entrevista: – Eu levei 40 anos para ter sucesso do dia para noite. A verdade é que muita gente se arrepende das decisões erradas e passa o resto da vida fazendo novas opções erradas ou se lamentando por estas escolhas, em vez de começar do zero e buscar novas oportunidades. Conheço pessoas que passam o dia reclamando que nada dá certo. Não importa quanto dinheiro pegue, gasta tudo e depois passam anos reclamando que a vida foi injusta. Tenho o exemplo da minha vó, que era dona de casa, dependente do marido financeiramente, sem muito estudo. Quando ficou viúva aos 50 anos, terminou o ensino médio, fez curso de enfermagem, prestou concurso público e passou. Hoje aos 92 anos, é aposentada dentro da área que escolheu.   

A vida não é uma competição de quem fez mais ou menos, no final de tudo o que importa é se você foi fiel a você e a sua felicidade. Se você quer ser algo lute por isso, seja qual for a sua escolha, porém, entenda que ela pode dar errado e você vai precisar lidar com as consequências. Muitas vezes deixamos de fazer algo por medo, vergonha do que vão pensar da gente e acredito que é esse tipo de coisa que devemos evitar. Pessoas vêm e vão e você nunca sabe quais permanecerão na sua vida. Digamos que a vida seja uma série da Netflix, em cada momento chega um personagem novo e é esse personagem que vai caminhar com você durante um período e futuramente te entregar a outro personagem. Refiro-me a amigos, namorados, família ou qualquer pessoa que esteja mais presente na sua vida em um momento X. Então, vai passar. Não pare sua vida por alguém que se desencontrou de você, não tome decisões baseadas nisso, não deixe de fazer o que você quer fazer porque alguém te disse que você não pode ou não é capaz. Estamos todos em um ecossistema de ensinamentos e aprendizados, procure sempre a evolução. 

Não é que eu seja conselheira, na verdade não estou nem perto disso, mas escrevi sobre esse tema porque existem milhões de coisas que eu diria para mim ou que eu faria diferente se tivesse essa opção. Não dá para viver pensando o tempo inteiro no que poderia ter sido. Não pense que tudo vai dar certo sempre, muitas vezes o que não dá certo, pode ser o melhor para você no momento. A vida não é sobre se conformar é sobre procurar novas formas de fazer dar certo o tempo inteiro. O que você faria diferente no passado? E o que você fará diferente a partir de hoje? O mundo não acabou e você ainda pode se encontrar e se apaixonar pela sua vida no processo. 

Foto/Destaque: Divulgação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email