8 de maio de 2021

Ou a Ciência se superou na rapidez de uma cura de uma doença nova em âmbito planetário ou parte da mídia mundial está ganhando dinheiro propagando informações ditas de fonte técnicas, mesmo que sejam desamparadas de total verdade, em alguns casos. A humanidade convive há séculos com doenças que ainda não tem cura, pelo menos disponíveis para a população em grande parte do planeta. Cito algumas: Malária, AIDS, Câncer. Sim, vão dizer, todas possuem tratamentos e curas em muitos casos. Concordo. Mas, não me lembro de uma vacinação em massa contra elas. Ou seja, o mercado seleciona o que pode ser de uso público mundial? Ou certas curas são restritas aos mais ricos? Ou será que os grandes laboratórios negociam a cura, a vida e a morte? Sempre me pergunto isso.

Mas, vamos tratar da Covid-19. O que é? É um vírus. Legal. Surgiu ou tomamos conhecimento pela mídia, que foi na China. Uns dizem que foi originário em morcegos. Outros dizem que foi criado em laboratório. Enfim. Para mim, pouco importa. Eu quero é viver ! Que os cientistas cuidem de descobrir a origem e divulgar ao mundo, pois a única coisa que cresce quando se divide é o Conhecimento! Claro, se tiverem apoio dos respectivos governos e governantes. E a tal da máscara? E o tal do lockdown ou fique em casa? Sim, fica você em casa, mas alguém tem que produzir alimentos para eu comprar, alguém tem que produzir os programas de televisão que assisto, alguém tem que me fornecer energia elétrica…em suma, eu fico em casa, mas o mundo continua ativo e me atendendo…principalmente os hospitais e o pessoal que cuida da minha saúde (maqueiros, motoristas de ambulância, pessoal  da limpeza, atendentes, auxiliares de enfermagem, enfermeiros e médicos).

Tenho que citar estes profissionais que, em conjunto, salvam nossas vidas, mesmo que alguns não tenham o glamour de um médico. Enfim, há dois anos que convivemos com este vírus. O  mundo todo está nessa guerra. E a política mundial encontrou um enorme e conveniente motivo para continuarem a se digladiar. Aliás, como sempre! Sim, e, de repente, temos disponíveis na praça dezenas de vacinas milagrosas para uma doença totalmente nova. E mortal. Claro que existem alguns efeitos colaterais, que também estão matando, em muitos casos. Ou seja, nada de certeza de cura mesmo. Mas, as mídias privadas, que são empresas que visam o lucro em troca de audiência para angariar propagandas, fazem o seu trabalho: divulgam o que querem divulgar, e nem sempre é a verdade.

Assim, eu me pergunto como é que uma doença totalmente nova já tem cura em menos de dois anos? A Ciência, que eu me lembre, só assumia uma cura após anos e anos de testes. Então, hoje, eu devo acreditar no jornalista A ou B da empresa C ou D que diz na tela que eu tenho que tomar a vacina? Bem, exercendo meu sagrado direito à liberdade e autonomia, eu decidi: não tomei e não vou tomar a vacina. Fui agendado, devido à idade. Mas, desisti! Pensei e pensei. Assim como os jornalistas divulgadores não são especialistas em vacinas e não julgo que sejam mais inteligentes do que eu e a maioria esmagadora é bem mais jovem, eu não acredito neles e nem no que suas empresas mandam os mesmos divulgarem, sob risco de serem demitidos. Não vou tomar a vacina. E ponto final !

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email