Estudantes criam app para vestibular

Uma das grandes dificuldades enfrentadas pelos alunos do ensino médio é a preparação para o vestibular e a internet é o primeiro lugar onde os alunos se encaminham para poder estudar assuntos difíceis. Nesse sentido, um grupo de alunos do Soft-AM (Programa de Formação de Desenvolvedores de Software do Interior do Amazonas), realizado em Manacapuru, a 70 km de Manaus, desenvolveu o aplicativo chamado G.R.E.T.G Vestibulando com o objetivo de facilitar a busca por assuntos que constaram no vestibular. O programa é uma parceria entre Fucapi, governo do Amazonas e empresa TPV, que financia a iniciativa em Manacapuru e também em Itacoatiara.
A sigla G.R.E.T.G é a junção da primeira letra do nome de cada um dos desenvolvedores, que são os alunos do 2º ano do ensino médio, Gabriel Souza, Raylane Franco, Elton Andrade, Guilherme Melo e Thailson Clementino.
O aluno líder do projeto, Guilherme Melo, contou que a ideia de desenvolver este aplicativo surgiu com o intuito de ajudar outras pessoas. “Queríamos criar um aplicativo não só para nos ajudar, mas que contribuísse também com os alunos e professores de escolas do ensino médio como um suplemento adicional fora os livros e pesquisas efetuadas na internet, sendo assim, o aplicativo seria uma ferramenta de estudo em casa ou em qualquer lugar, pois é um aplicativo off-line, com este aplicativo queremos estimular o aluno por meio da tecnologia para um melhor aprendizado externo da escola”, disse.
O aplicativo foi desenvolvido no período de quatro meses e de acordo com outro integrante do grupo e também desenvolvedor do aplicativo, Elton Andrade, a experiência de criar um aplicativo foi muito positiva. “Foi algo novo, mas ao mesmo tempo muito prazeroso, é como diz o ditado: a prática leva a perfeição e com a prática, eu pude aprender várias coisas que foram ditas em sala de aula”, declarou.
Um dos professores que acompanhou o trabalho dos alunos, o professor Deyvid Marinho, disse que trabalhos como o G.R.E.T.G são provas do talento existente em Manacapuru. “Em oito meses, acompanhamos e participamos da evolução de muitos adolescentes, e o principal, tivemos a oportunidade de mostrar, que o interior do Amazonas possui grandes talentos. Agradecemos a todos pela oportunidade de ter participado deste grande trabalho, e que ainda, grandes frutos serão gerados no município de Manacapuru”, afirmou.

Sobre o Programa
Lançado em 2014, o Soft-AM é direcionado a estudantes do 9º ano do ensino fundamental, médio e da EJA (Educação de Jovens e Adultos), sendo pré-requisito para a participação que o aluno interessado tenha conhecimentos básicos de informática e resida nos municípios de aplicação do projeto: Manacapuru ou Itacoatiara (seja em zona rural ou urbana).
Com o programa, além de propiciar aos estudantes a aquisição de novos conhecimentos, o governo do Estado, a Fucapi e a empresa TPV buscam incentivar a formação de novos profissionais para atuarem no segmento tecnológico.
Por meio do programa, os jovens recebem uma carga de incentivos que possibilita a aquisição de conhecimentos na área de desenvolvimento de Software e, consequentemente, o preparo para atuação em novas frentes de atividade profissional.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email