Estresse. Como esse inimigo pode interferir na saúde do coração

Você sabia que tensões emocionais podem contribuir para o aparecimento de doenças cardiovasculares, sendo estas as principais causas de morte no mundo? Estudos mostram que o estresse pode provocar redução do fluxo sanguíneo para o coração, o que o leva a bater de forma irregular aumentando a probabilidade de coagulação do sangue, o que pode ocasionar o desenvolvimento de doenças cardiovasculares.
Muitas pessoas passam diariamente por situações estressantes e não percebem. Preocupações diárias com problemas pessoais, excesso de trabalho, insegurança, frustrações, pressão, entre outras causas, podem desencadear reações no organismo como dores de cabeça, nas costas ou no estômago. Além disso, também podem diminuir a disposição ao longo do dia e causar insônia, mau humor e descontrole.
Segundo o Dr. José Rocha Faria Neto, professor Titular de Cardiologia da PUCPR e presidente do Departamento de Aterosclerose da Sociedade Brasileira de Cardiologia, uma situação estressante faz o corpo liberar adrenalina, um hormônio responsável por aumentar a respiração e a frequência cardíaca, alterando a pressão arterial.
“Embora a resposta que caracteriza o estresse seja necessária frente a um estímulo agressor, o estresse crônico é bastante prejudicial. Quando as tensões emocionais são constantes, seu corpo permanece em alta velocidade por dias ou semanas. Independentemente da causa, que pode ser um problema de saúde na família, questões financeiras ou relacionadas ao trabalho, o estresse crônico é um reconhecido fator de risco para doenças cardiovasculares, em especial infarto e derrame”, explica Dr. Rocha.
Segundo a Associação Americana de Cardiologia, 8 perguntas simples podem identificar o quanto o estresse pode estar te atrapalhando:
Ao responder as perguntas e identificar-se com alguns desses comportamentos, já pode significar que você está passando por uma tensão emocional e não está lidando com o estresse da melhor forma.
Confira a seguir algumas dicas do Dr. Rocha para ajudar a combater o estresse e colaborar com a saúde do coração:

Troque alimentos gordurosos e ricos em açúcar, por uma alimentação saudável e balanceada, diversificando o cardápio semanalmente. Você pode incluir legumes, verduras, frutas, alimentos integrais e cremes vegetais ricos em gorduras “boas”, como as poliinsaturadas ou com fitoesteróis, componentes naturais encontrados em alimentos de origem vegetal, que auxiliam na redução da absorção de colesterol, quando associados a uma alimentação equilibrada e hábitos de vida saudáveis.

Procure praticar exercícios físicos regulares. E, para pequenas atitudes diárias que podem fazer a diferença, utilize mais a escada do que o elevador no seu trabalho ou na sua residência.

Faça exames regularmente e mantenha a saúde do coração controlada, por exemplo, monitorando os níveis de colesterol.

Evite o cigarro e bebidas alcoólicas, que são dois dos principais fatores de risco que afetam a saúde do coração.

Ao deitar-se para dormir, deixe de lado os problemas e as atividades do dia seguinte. O sono tranquilo é fundamental para um dia melhor.

Pense positivo, por maior que seja o tamanho do problema. Praticar o otimismo diminui o estresse e pode evitar outras doenças.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email