12 de maio de 2021

Estratégias criativas para o profissional – parte 1

https://www.jcam.com.br/artigo_cad1_1511.jpg
A memória é um fenômeno biológico e psicológico, envolvida por uma aliança de sistemas que compõem o cé­­­rebro.

Para início de conversa, a sua memória é o primeiro elemento a ter um foco primordial para o século 21. O ter­­­mo memória tem sua ori­­­gem etimológica no latim e significa a capacidade de re­­­ter e /ou readquirir idéias, ima­gens, expressões e conhecimentos adquiridos anteriormente reportando-se ao que chamamos de lembrança. A melhor maneira de ter uma boa memória é sempre exercitá-la. A memória é um fenômeno biológico e psicológico, envolvida por uma aliança de sistemas que compõem o cé­­­rebro. A memória, para resgatar algum fator que ficou armazenado, precisa de sinais ou associações para entrosar com a necessidade desejada. A ausência de exercício periódico da memória leva a um esquecimento total. O homem sempre é avaliado em sua inteligência pela quantidade de dúvidas que consiga desvendar.

A memória tem vivacidade conforme o homem vai ofe­recendo subsídios para o seu fortalecimento. Assim como ele adota elementos para uma memória ativa, pode também ter atitudes que levam a sua perda. O profissional do século 21 requer uma memória sadia e sempre ativa para as necessidades de inovação. Para estimular a memória, técnicas mentais são utilizadas para atingir um nível máximo das necessidades do homem, além de atitudes sadias em relação à nutrição e medicamentos. Para estimular os circuitos cerebrais nada melhor do que fazer algo diferente daquilo que você faz todos os dias. Aprender uma dança no­­­va, ler um livro diferente daqueles que somos obrigados a comprar para atender às instituições de ensino, apren­­­der um aplicativo novo no computador etc. O fortalecimento da memória passa por uma necessidade de rela­xamento, pois é impossível prestarmos atenção quando estamos tensos ou nervosos.
O profissional do século 21 elabora um projeto de vida. É a sua base de crescimento pessoal onde possa constar nele as suas principais metas. Os projetos constituem os verdadeiros objetivos de vida. São eles que são a nossa ordem e matéria-prima da formação do nosso patrimônio.

Sem pro­­jetos, o ser humano é um ser sem destino e sem bens a deixar como herança. Ele ado­­­ta como estratégia descobrir novas fontes de idéias, oriundas de novas amizades, novas viagens, novos livros, novos filmes e novas participações em eventos que tragam novidades para o ser humano. Ele primeiro aprende a ouvir para depois falar. Analisa primeiro os fatos para depois julgá-los. Sua mente está sempre com o sinal verde aberto. Suas atitudes estão sempre na positi­­vidade e otimismo. Constrói grandes idéias a partir de pe­quenos detalhes percebidos. Para realizar seus projetos, associa idéias, faz combinações e modifica a situação atual. Trabalham sempre com exer­cícios para fortalecer o cérebro, abdicando o alcoolismo e outras drogas que contaminam a vivacidade da mente.

Outra marca forte do ser neste século é a pró-ativida­­de­. O perfil do homem de sucesso deve ser aquele de não esperar pelos outros para agir. Sua autoconfiança é o motor de suas grandes reali­­­za­­­ções. Corre risco nas suas obras, mas consegue ser tolerante em todas as suas ambi­­gui­­da­­­des. Enquanto não vê seu pensamento sendo reali­­za­­­­do na prática, não tem sosse­­­go. Ele cria um símbolo­ pessoal. Ele será a sua marca em todas as ocasiões. A apa­­rência ou o modo de se comunicar são características pessoais em que ele pode fazer o diferencial. Mas ele precisa também mudar a sua cultura, adotar sensos de personalidade. Eles serão a base para difundir a sua imagem. Os três mais simples e que fazem parte da personalidade humana são: senso de corte­sia, senso de simpatia e o sen­­­so da honestidade. Tratar as pessoas de maneira gentil é a primeira lição a ser aprendida.

Atender a todos de forma natural, pontual e honestamente forma um tripé diferencial que o homem pode fazer em seu meio atuante. Deixe pegadas de qualidade em tudo o que fizer na vida. Crie habilidades de conquistas. Estabeleça metas de ter verdadeiros amigos. Se você conquistar dez, faça o possí­vel

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email