Estado tem menos cheques sem fundo

Em abril, 5,4 mil cheques foram devolvidos por falta de fundos no Amazonas

Em abril, 5,4 mil cheques foram devolvidos por falta de fundos no Amazonas. O número corresponde a 1,63% do total de 333,2 mil compensados no Estado durante o mês.
O percentual é inferior na comparação com o mês imediatamente anterior (1,89% com 6,1 mil devoluções) e em relação a abril do ano passado quando 6,4 mil (3,3%) dos 194,4 mil foram devolvidos.
Já no acumulado do ano, as devoluções chamaram 22,6 mil, o que corresponde a 1,73% de um total de 1,29 milhão de cheques compensados. Entre janeiro e abril de 2011, o percentual de cheques devolvidos foi de 3,25%.
Em termo de Brasil, o volume de cheques devolvidos caiu 0,11 ponto percentual no país em abril e fechou o mês em 2,08%, segundo levantamento divulgado ontem pela empresa de consultoria Serasa Experian. Em março foram devolvidos 2,19% dos cheques emitidos. O índice registrado em abril, no entanto, é maior do que o registrado no mesmo mês do ano passado (2%).
De acordo com a Serasa, a redução em comparação com o mês anterior é justificada porque, historicamente, março é o período em que ocorre a maior devolução de cheques do ano, em razão da última parcela do IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores) e das despesas escolares. Na comparação anual, no entanto, o crescimento está relacionado ao aumento do endividamento do consumidor, que se fez por meio de pré-datados.
O crescimento do número de cheques sem fundo também é verificado no acumulado de janeiro a abril de 2012. Este ano, foram devolvidos 2,05% cheques. No ano anterior, por sua vez, o percentual de devolução ficou em 1,92%. Em números absolutos, 6.292.086 cheques retornaram em 2012, em um total de 306.779.965 emitidos.
Na comparação entre estados, o Acre apresentou o maior percentual de cheques devolvidos, com 15,78%, seguido pelo Amazonas (14,11%) e Amapá (9,57%), nos quatro primeiros meses do ano. O Rio de Janeiro, por sua vez, foi o estado de menor percentual, com 1,65%.
Entre as regiões, a Nordeste foi a de maior percentual, com 2,04% de devolução. A Sudeste aparece como a região de menor número de cheques sem fundo, com 1,52% –resultado 0,53 ponto percentual abaixo da média nacional.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email