Espetinhos com sabor tradicional

Final de semana, dia de beber uma cerveja gelada com petiscos, ou o famoso espetinho. A dica é a Espetaria do Largo, inaugurada a menos de um mês no Largo de São Sebastião, no espaço African House. Antes que o leitor pergunte por que dois nomes, a explicação. O nome African House aparece em foto secular escrito naquela casa, por isso foi tombado junto com a edificação e não pode ser retirado. Até hoje não se sabe por que o antigo proprietário resolveu colocar-lhe aquele nome. Uma explicação é que o nome África, homenageado no monumento de abertura do dos portos, está voltado para o lado da casa.

“Como nossa especialidade são os espetos, tive que chamar a atenção do produto, então coloquei o nome de Espetaria do Largo, como uma denominação de fantasia”, explicou Moisés Vital de Melo, proprietário da espetaria.

“Nosso cardápio, também, é bem rico com os sabores tradicionais dos espetinhos: carne, coração, frango (asinha, coxinha, linguiça), picanha, linguiça toscana, a requisitada língua, kafta e filé mignon, com preços que vão de R$ 10, a R$ 17”, disse.

E ainda tem os acompanhamentos: arroz (branco, com brócolis, com jambu, com tucumã), vatapá, feijão tropeiro, purê de batata, farofa com bacon, macaxeira frita, batatonese, vinagrete.

“É um espetinho pro cliente já sair daqui jantado”, riu.

As mesas da Espetaria estão sendo colocadas na área externa do estabelecimento, afastadas umas das outras, respeitando os protocolos de segurança em prevenção à covid.

“Quem não quiser espetinhos, pode solicitar os petiscos: filé com fritas, isca de calabresa, isca de carne, frango a passarinho, pastel de queijo ou carne, batata frita. Não criamos nem inovamos no nosso cardápio, apenas mantivemos os produtos com seus sabores tradicionais e populares”, falou.

A Espetaria do Largo abre suas portas centenárias das 17h às 22h, de terça-feira a domingo, na esquina das ruas José Clemente com Costa Azevedo. A título de curiosidade, Moisés é filho de Joaquim Melo, proprietário do tradicional Tacacá da Gisela, também no Largo. Se os espetinhos do filho forem saborosos como o tacacá do pai, o sucesso está garantido.    

Palhaçadas no hall do Teatro

A programação da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa para o Dia das Crianças continua, às 10h, no Teatro Amazonas, com o esquete teatral ‘A sopa e a pedra’, no hall do Teatro, com a trupe de palhaços ‘Santorinos’, formada por alunos de teatro do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro. O esquete é uma adaptação, que conta sobre um grupo de palhaços que decide fazer um piquenique, mas ninguém convida a palhacinha Paçoca e isso a deixa muito triste. O evento é para quem agendar visita ao Teatro Amazonas pelo link: bit.ly/agendaespacos.

‘Sinhá Moça’, no Cineclube

O Cineclube de Arte da Secretaria de Cultura e Economia Criativa apresenta, às 18h, o filme ‘Sinhá Moça’ na programação do projeto ‘A História do Cinema’. A sessão acontece na sala Desembargador Hamilton Mourão, no Centro Cultural Palácio da Justiça, com acesso gratuito. O agendamento pode ser feito no link: bit.ly/sinhamoca, ou pelo Portal da Cultura: cultura.am.gov.br. ‘Sinhá Moça’ é um filme brasileiro, de 1953, dirigido por Tom Payne para a Companhia Cinematográfica Vera Cruz, com roteiro baseado no romance homônimo de Maria Dezonne Pacheco Fernandes, coautora do roteiro.

Reborn, o renascer da cidade

Os(as) fotógrafos(as) Cláudia Higuchi, Eliton Gomes, Mariana Rebouças, Ricardo Balby e Selma Carvalho convidam para uma visita guiada à exposição fotográfica ‘Reborn, o renascer da cidade’, com mais de 20 imagens clicadas por eles, em Manaus, que está acontecendo na Galeria de Artes do ICBEU (av. Joaquim Nabuco, 1286 – Centro). A visita inicia às 19h e encerra às 20h30 e é gratuita. Informações e reservas devem ser feitas pelo: 3198-7112 ou [email protected]

‘Música na Praça’, com João Afonso

O projeto ‘Música na Praça’, do Manaus Plaza Shopping, abre o final de semana trazendo o músico João Afonso, com muito sertanejo e MPB e já adianta as próximas atrações. Na próxima sexta, 16, é dia de ouvir a cantora Grazy Azevedo cantando pop nacional e internacional. Na sexta-feira, 23, a atração é com o duo Big Rose apresentando pop/rock. Os shows acontecem na praça de alimentação do centro de compras todas as sextas-feiras, com acesso livre, começando às 19h e encerrando às 21h.

Ritmos variados com Marcelo Nakamura

A Casa Criativa Vila Vagalume 80 (av. Padre Agostinho Caballero, antiga rua Sagrado Coração de Jesus, 234, São Raimundo) apresenta, a partir das 19h30, o acústico de Marcelo Nakamura com vários ritmos: carimbó, toada, baião, brega, beiradão, xote, samba, ciranda, samba-rock, coco e experimentais, musicalidade que tem forte relação com o folclore de Parintins. Ingresso: R$ 10. O espaço tem funcionado com 50% da capacidade de público e segue todos os protocolos de segurança em prevenção à covid.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email