7 de maio de 2021

Espaço especial para os veganos

Pesquisa realizada em 2018 mostrou que 14% da população brasileira se declarava vegana. Por isso a paulista Elzira Martimiani, proprietária da tradicional cafeteria e restaurante Casa da Pamonha, já há 27 anos no Centro (rua Barroso, 375 – próximo ao Teatro Amazonas) mantém em alta a frequência no local. Ela começou com pamonha, cuscuz, bolo de milho e outros produtos de milho, que lembravam sua infância em Minas Gerais, acrescentou o nosso regional pão com tucumã, e quando surgiram os clientes veganos, os itens veganos foram ganhando espaço destacado no cardápio da casa. O mais recente lançamento é o Café Vegano preparado com leite de aveia e castanha, enriquecido com creme.

“Sempre estão surgindo novos clientes veganos, alguns que apenas gostam das comidas consideradas plenamente saudáveis para o corpo humano, outros mais radicais, que se preocupam com os animais que viram alimentos, então, procuro agradar a todos”, contou.

E o cardápio começa desde cedo, logo no café da manhã. O hamburguer do sanduíche vegano é feito com soja, e ainda tem queijo vegano e alface. Seguindo com os itens tem pão de milho, a tapioca em três variedades: com gergelim e mel de cana; com castanha e queijo vegano; com castanha, tucumã e queijo vegano.

“Pra acompanhar, tem o café, que acabamos de lançar, ou dois tipos de vitamina: com leite de coco, manga, mangarataia e mel de cana; ou leite de alpiste, morango, tâmara e maçã. O café regional continua, principalmente com as pamonhas doces e salgadas, porque essa é a marca da Casa da Pamonha desde que a inauguramos, em 1993, no Parque Dez, e desde 1995, na rua Barroso”, lembrou.

O cardápio é outro para quem chegar na hora do almoço. Feijoada vegetariana, lasanha de legumes, escondidinho de jaca, ou de soja, hambúrguer de lentilha, estrogonofe de palmito, carne de glúten.

“Um dos segredos para o sucesso é você manter a qualidade tanto no atendimento quanto nos produtos. O cliente é exigente mas, na medida do possível, você tem de atendê-lo. Com isso, ele se mantém fiel”, ensinou.

A Casa da Pamonha funciona diariamente, das 7h às 19h. Informações: 3234-7086.  

Arte dos espaços cinzas da cidade

O Centro Cultural Usina Chaminé (av. Lourenço da Silva Braga, s/n⁰ – Centro) realiza, a partir das 9h, o lançamento da exposição ‘UrbeManaus’, com obras de 29 artistas visuais da cena urbana da cidade e curadoria do artista visual Turenko Beça. “Essa é uma exposição de grafite com artistas incríveis que transitam, habitam e ocupam os espaços cinzas da nossa cidade”, falou Turenko. O horário de visitação do espaço é de terça a sábado, das 9h às 15h, com agendamento pelo Portal da Cultura (www.cultura.am.gov.br). ‘UrbeManaus’ ficará disponível até 21 de fevereiro.

Festival Varilux no Cine Casarão

‘Belle Epoque’ (foto) é o filme que o Cine Casarão (rua Barroso, 279 – Centro), exibe às 16h30 dentro da programação do Festival Varilux de Cinema Francês 2020. Ao todo, serão exibidos 18 longas até o dia 13 de dezembro, entre eles: ‘A garota da pulseira’, ‘Mais que especiais’, ‘Meu primo’, A famosa invasão dos ursos na Sicília’, ‘Minhas férias com Patrick’, ‘Notre Dame’, ‘O capitão do século 21’, ‘Persona Non Grata’, ‘Slalom’, ‘Verão de 85’ e ‘Acossado’. Os ingressos podem ser adquiridos antecipadamente, pelo Instagram: @casaraodeideias, ao preço de R$ 15 (inteira) e R$ 7,50 (meia).

Magaiver canta na ‘Sexta Regional’

Começa às 17h e vai até às 22h a ‘Sexta Regional’ do Bar Botequim (rua Barroso, 279 – Centro), esta noite com o cantor e compositor Magaiver, vocalista da banda Casa de Caba e do grupo Sindicato dos Artistas Carentes. O couvert artístico são R$ 10, por pessoa. O Bar Botequim serve sopas, petiscos, sanduíches, refrigerantes e sucos. O espaço segue todas as recomendações e protocolos de segurança. Informações: 9 8436-6295. Chegue cedo, ou então reserve o seu lugar.

Sexta-feira com muita farra

Começa às 18h o ‘Especial Farra Delas’, no Gargalo Sport Beer (rua Rio Branco, 12 –  N. Sra. das Graças), com muita música ao vivo. Irão se apresentar Heidy Dickson, Jucynha, Lucelia Souza, Geysa Baraúna, Neyzinho, Toinho Forró Show e Forró Peneirado. As sextas-feiras com muita música no Gargalo já estão virando tradição. Ambiente onde as pessoas vão para se divertir, conversar e tomar uma cerveja com petiscos. Mas nada de sapatinhos de cristal, pois o bar fecha à meia-noite. Informações: 9 9296-8056 e 9 9154-4664.

‘Mova-se’ começa hoje

A 11ª edição do ‘Mova-se Festival: Solos, Duos e Trios’, promovido pelo espaço cultural Casarão de Ideias, inicia hoje e segue até o dia 13 de dezembro. O espetáculo de abertura ‘Enruína’, da companhia amazonense Enlugar Art Movimento, será transmitido, às 20h, pelo canal do Casarão, no YouTube (youtube.com/casaraodeideias).

‘Enruína’ surge de reflexões sobre a relação corpo-espaço e memória-lugar em casas abandonadas do Centro de Manaus.   

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email