Carlos perde o PP

O empresário Francisco Garcia voltou ao comando do Partido Progressista. A decisão é do juiz Divaldo Martins da Costa, que também mandou intimar o vice – prefeito Carlos Souza, para “cumprimento imediato da  decisão”. Carlos se agarrava em uma carta – renúncia, apresentada ano passado por Garcia ao Diretório Nacional. Mas o juiz entendeu que o caso não é interna corporis, como alegou o parlamentar. Já em Brasília, o Diretório nacional do PP deu uma guinada de 180 graus e ficou do lado de Garcia, apesar da oposição do líder na Câmara dos Deputados, Mário NegroMonte,  ligado a Carlos Souza.

Agora Carlos tem um  problema para resolver: sem o PP,  pode ingressar no PRP, mas fica fragilizado politicamente. Num partido pequeno e com os aliados se distanciando a cada dia, fica mais difícil voltar à Câmara Federal, como é a sua intenção.

Tudo por um Fusca …

Imagine um fusca com piloto automático, ar-condicionado, direção hidráulica, airbags laterais e frontais, sistema de alarme antifurto, faróis e lanternas de neblina. O preço é salgado: perto de R$ 60 mil. Mas se alguém quer lhe dar de presente, que beleza! Faz um bem danado à auto-estima. Um conselho: não aceite se o doador estiver sendo investigado por envolvimento com o tráfico de drogas. Se você for um promotor de justiça, mais cuidado ainda: o presente pode virar um pesadelo. Veja o caso do promotor Walber Nascimento. Está sendo punido com suspensão de 90 dias por causa de um fusca. E pode ser expulso do Ministério Público. Uma carreira brilhante jogada fora da noite para o dia…

Em tempo: Walber Nascimento  é acusado de receber um Volkswagem (New Beetle) de presente de Flávio Augusto Coelho de Souza, o “Flavinho da 14”, primo do traficante Alessandro Coelho, o “Bebetinho”. Ontem, o conselho do Ministério Público resolveu aplicar a pena de suspensão.

Queda de braço

Os funcionários da TV Educativa estão perdendo a queda de braço que travam com o superintendente Álvaro Melo. Ontem, Melo conseguiu afastar um dos líderes do movimento “rebelde”, Cristóvão Nonato – que ele já havia demitido, mas que retornou graças uma liminar concedida pelo desembargador Antônio Carlos de Marinho Bezerra . Na sentença de mérito, a desembargadora federal do trabalho, Valdenyra  Farias Thomé, julgou improcedentes os pleitos de Cristóvão,  por “absoluta incompatibilidade”, e revogou a decisão interlocutória que determinou a reintegração do jornalista. Cristovão ainda foi condenado a pagar multa de R$ 20.

Isso é que é amigo

O prefeito Amazonino Mendes pode bater no peito dizer que tem um amigo para o que der e vier: Liberman Moreno (PHS)  pode considerar maldade se for chamado de “líder” de Amazonino na Assembleia Legislativa, no que deve ter razão. Mas olha só como ele aproveita para defender o ex-governador, de quem foi líder de direito. Amazonino é culpado pelo aumento da tarifa na passagem de ônibus? De jeito nenhum. “Quem deu o aumento foi a Justiça. Não me perguntem de que forma, porque eu não sei. Agora, é injusto dizer que os empresários não precisam investir. Mas dizer que o Amazonino deu esse aumento, é uma injustiça”, defende o fiel amigo.  

E sobre demissão de servidores temporários? “O Amazonino não quer desempregar esse pessoal.  Os temporários só podem ficar um ano, mas tem gente com nove anos ou mais e o problema tem de desaguar neste momento, porque o Ministério Público lhe cobra.  Mas as pessoas se sentem mais confortáveis em atribuir a ele essas demissões  quando é o Ministério Público que está mandando demitir os servidores temporários”. Entenderam agora? 

O caso Wallace

A Comissão de Ética da Assembleia Legislativa deve encerrar o seu papel no caso Wallace já na próxima semana, quando o relator da matéria, Liberman Moreno, apresenta o relatório final, que primeiro será votado na Comissão e depois no plenário pelos 24 deputados. Wallace é acusado de ter quebrado o decoro e nos últimos dias vem perdendo o apoio dos colegas parlamentares, decididos a lavar as mãos.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email