Equipe de técnicos e políticos no novo secretariado da prefeitura

O prefeito David Almeida (Avante) diz que seu secretariado tem uma equipe técnica muito bem antenada com as suas propostas de campanha – administrar com transparência, prestar contas da aplicação dos recursos públicos e tornar Manaus uma cidade “melhor para se viver”.

Segundo ele, seus secretários e todo o quadro de pessoal (de primeiro e segundo escalões) foram escolhidos com muitos critérios técnicos. E disse que jamais sofreu pressão para indicar qualquer nome para compor a sua equipe à frente da prefeitura de Manaus.

O ex-deputado federal Pauderney Avelino vai comandar a Semed (Secretraria Municipal de Educação), para onde são destinadas as maiores fatias da receita do município. O prefeito vê o político, presidente do Podemos, como um grande aliado cujo partido o ajudou a se eleger o novo mandatário da cidade.

“É uma pessoa por quem tenho muito respeito. Tem uma grande atuação política que poderá muito bem abrir caminho para trazer muitos benefícios à cidade”, diz o  novo prefeito de Manaus.

Com um orçamento anual que se aproxima a R$ 7 bilhões, Almeida terá que ter muito jogo de cintura para atender às necessidades de uma cidade como Manaus, hoje com quase três milhões de habitantes, segundo analistas políticos.

Agora, já são mais de 20 nomes anunciados por David Almeida para compor a sua  equipe na administração do município.  Até o fechamento desta edição, o último indicado havia sido o professor Carlos Antônio Magalhães Guedelha que assumirá a subsecretaria de Gestão Educacional da Semed.

O novo subsecretário é  graduado em letras  pela Ufam (Universidade Federal do Amazonas, doutor em linguística pela UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina), mestre em Sociedade e Cultura na Amazônia pela Ufam e pós-doutor em literatura pela UnB (Universidade Nacional de Brasília).

Outros nomes indicados por David Almeida para o seu secretariado:

Advogado e presidente da OAB-AM (Ordem dos Advogados Brasil seção Amazonas), Marco Aurélio Choy ficará na PGM (Procuradoria Geral do Município. E Dulce Almeida, irmã de David, educadora e funcionária pública, comandará o Fundo Manaus Solidária, criado em 2017, já no segundo mandato do prefeito Arthur Neto (PSDB).                                                 

Segundo o novo prefeito, sua filha, Fernanda Aryel, terá também um papel importante na gestão do fundo voltado para inclusão e desenvolvimento social.

O tenente William Elias ficará à frente da Casa Militar. E a titular da Semasc (Secretaria da Mulher, Assistência Social e Cidadania) será Jane Mourão, ex-secretária estadual executiva de Assistência Social.

Renato Frota Magalhães, 1º secretário estadual do Avante e ex-permissionário da  feira Manaus Moderna, será o titular da Semacc (Secretaria de Agricultura

Abastecimento, Centro e Comércio Informal). O ex-deputado estadual Sabá Reis e ex-secretário de Estado assumirá a Semulsp (Secretaria Municipal de Limpeza Pública).

A Semsa (Secretaria Municipal de Saúde) será comandada pela médica e economista Shádia Hussami Hauache Fraxe, diretora financeira na empresa Imed-AM (Instituto Médico de Clínica e Pediatria do Estado do Amazonas). Ela é mulher do deputado estadual  Abdala Fraxe (Podemos).

Radyr Gomes de Oliveira Júnior, ex-secretário-adjunto da Casa Civil e ex-secretário de projetos especiais do governo, vai responder pela Semtepi (Secretaria Municipal do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação).

Já o jornalista Emerson Quaresma, assessor de David Almeida, será o secretário municipal de Comunicação. O novo prefeito revelou os novos nomes que devem compor a sua equipe durante uma coletiva à imprensa, na manhã dessa quinta-feira (17), num hotel no Distrito Industrial, zona sul de Manaus.

 Luiz Gonzaga será o secretário de Finanças. E o vice-prefeito eleito Marcos Rotta (Republicanos) assumirá a Secretaria Municipal de Infraestrutura.

Expectativas na Câmara

Na Câmara, a grande expectativa gira em torno do vereador reeleito David Reis (Avante), filho do ex-deputado Sebastião Reis, que deverá ser o indicado por David Almeida para disputar a presidência da CMM (Câmara Municipal de Manaus). É o nome que o prefeito aposta para aprovar seus projetos no Parlamento. Sua indicação contaria, inclusive, com o apoio da maioria dos vereadores.

De acordo com parlamentares, David Reis tem tudo para ser a principal liderança de Almeida como presidente da Câmara durante o biênio 2020/2021. Detém grande prestígio junto ao prefeito eleito, os dois compartilham o mesmo partido e as mesmas propostas de campanha – governar com mais transparência, “zelar pela  aplicação dos recursos públicos e tornar Manaus uma cidade melhor para se viver”.

O vereador Joelson Silva (Patriota), atual presidente da CMM, disse que poderá tentar a reeleição para o próximo biênio, mas outros nomes de vereadores devem aparecer para disputar o cargo em fevereiro do próximo ano, período também em que ocorrerá a escolha da nova mesa diretora da Câmara Municipal. E até lá, muita coisa vai rolar sobre o assunto entre os bastidores, dividindo interesses e conveniências políticas.

David Reis já está no terceiro mandato consecutivo como vereador. Entre 2014 e 2016, atuou como secretário municipal em pastas ligadas ao trabalho, empregos, feiras e mercados. E segue a mesma carreira política do pai, Sebastião Reis, que engrossou as fileiras dos grandes caciques políticos no Amazonas.

Vereadores amigos e próximos de David Reis informaram que o político prefere falar sobre o assunto no momento certo, mas não descarta ser a liderança do prefeito eleito na Câmara Municipal.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email