Entre emergentes, Brasil lidera aumento de exposição a crédito

Entre os emergentes do grupo apelidado de “Cinco Frágeis”, o Brasil foi o que mais aumentou a exposição à dívida bancária externa desde o estouro da crise. Levantamento feito pela Agência Estado mostra que o total de empréstimos externos tomado por bancos e empresas no Brasil saltou 66,4% desde junho de 2008, o equivalente a US$ 76,8 bilhões. A dependência externa é um dos temas que preocupam analistas diante da atual redução da oferta de crédito internacional.
Dados do BIS (Banco de Compensações Internacionais) e do Banco Mundial mostram que clientes brasileiros eram responsáveis por US$ 192,6 bilhões em dívidas no exterior em junho de 2013, o último dado disponível. O aumento desse montante ficou à frente do observado na África do Sul, Índia, Indonésia e Turquia – os demais países do grupo que tem sofrido com a desconfiança do mercado.
Desde junho de 2008, o crédito externo aumentou 61,6% na Índia, ritmo 5 pontos inferior ao visto no Brasil. No restante dos “Cinco Frágeis”, o crescimento foi menos intenso: 49,7% na Indonésia e, bem atrás, aparecem a Turquia (10,5%) e África do Sul (2,1%).
Entre os emergentes, o grande tomador de crédito foi a China, onde a carteira saltou 250,3%. No sentido contrário, países que foram abatidos pela crise tiveram redução do endividamento.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email