ENERGIA – Governador cobra medidas contra apagões no AM

O governador do Amazonas, Omar Aziz, cobrou da Eletrobras Amazonas Energia, ontem, a adoção de medidas para evitar a ocorrência de apagões de energia elétrica em Manaus. Ele defendeu a implantação de um mecanismo efetivo de isolamento das usinas de geração de energia que compõem o Sistema de Eletricidade da capital para evitar interrupções no fornecimento de energia elétrica como o registrado na última sexta-feira (6) em Manaus, em que houve o desligamento total do sistema após sobrecarga em uma das usinas.
Em reunião com o diretor-presidente da Eletrobras Amazonas Energia, Marcos Aurélio Madureira, na manhã de ontem, na sede do governo (avenida Brasil, 3952, bairro Compensa II, zona oeste), o governador cobrou um relatório com explicações detalhadas sobre as causas do blecaute que deixou a capital do Estado por cerca de duas horas sem energia. Na sexta-feira, durante o apagão, Omar entrou em contato, por telefone, com Madureira para saber os motivos da falta de eletricidade. “Manaus é uma das maiores economias do Brasil. Não pode acontecer isso. Se fosse em São Paulo ou no Rio de Janeiro, o mundo inteiro estaria caindo em cima e todos os ministérios envolvidos na questão estariam mobilizados para resolver o problema”, destacou o governador.
A Eletrobras Amazonas Energia justificou o apagão da última sexta-feira como resultado da forte chuva acompanhada de raios que ocasionaram uma sobrecarga no sistema de geração, desencadeando o desligamento em cadeia para proteção total do Sistema de Energia Elétrica. De acordo com a empresa, os estudos para o isolamento das usinas de geração estão sendo feitos desde o último apagão que atingiu Manaus, em novembro do ano passado.
“Precisamos fazer ajustes no sistema. Tivemos, durante aproximadamente três minutos, a ocorrência de muitas descargas elétricas. Existe um corte seletivo de carga, que é exatamente para proteger. Só que essas questões precisam cada vez mais de ajustes dentro dela. O sistema precisa ser aperfeiçoado para que haja a alimentação de forma efetiva”, disse Madureira.
Durante a reunião, ficou acordado que a Eletrobras Amazonas Energia deverá apresentar uma solução para o problema em curto prazo, garantindo segurança no fornecimento de energia elétrica no Estado. Também está prevista a vinda a Manaus de técnicos da Eletrobras Furnas, subsidiária da Centrais Elétricas Brasileiras S.A (Eletrobras), vinculada ao Ministério das Minas e Energia, para estudar as formas de isolamento do sistema.
O governador disse que também vai tratar da questão com a presidente Dilma Rousseff. “São situações que nos deixam preocupados. Existe compromisso da presidente Dilma com relação ao setor de energia, que é importantíssimo para a nossa economia. O que nos garante qualidade e competitividade é uma energia firme e com qualidade. Aqueles investidores que estão preocupados podem ficar tranqüilos porque o esforço que estamos fazendo é muito grande e isso não vai se repetir novamente”, afirmou Omar Aziz.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email