Energia elétrica no atacado atinge o menor nível de preços no mercado livre

Os preços de referência da energia elétrica no mercado de atacado caíram para R$ 71,08 por megawatt-hora (MWh) nas regiões Sudeste, Centro-Oeste e Norte para os negócios a serem concluídos na semana que vem, o que representa queda de 59,3% em relação ao patamar atual. Esse é o menor nível de preços no mercado livre de energia este ano e reflete a recuperação dos reservatórios das grandes hidrelétricas nas últimas semanas.
Em relação a igual período do ano passado, porém, os preços da energia no atacado continuam muito elevados, já que o MWh na região Sudeste e Centro-Oeste estava em R$ 17,59 no final de março de 2007 e em R$ 38,12 em março de 2006.
Para a Região Nordeste os preços estão em R$ 80,48 por MWh e para a Região Sul, R$ 85,51, conforme os dados da CCEE (Câmara de Comercialização de Energia Elétrica).

Reservatórios
em recuperação

Os reservatórios das grandes hidrelétricas continuam em recuperação firme, conforme os dados do ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico) e já superam os níveis mínimos fixados pelo governo para o final do atual período de chuvas. A meta era chegar a abril com o nível dos reservatórios em torno de 68% na Região Sudeste, mas ontem essas usinas já estavam com o nível de 74,8%, o que representa uma folga de 9,3 pontos percentuais em relação aos níveis mínimos de segurança.
No Nordeste o nível subiu para 57,6% da capacidade, com 25,2 pontos percentuais de folga em relação aos níveis de segurança. A única região que está perdendo água nos reservatórios é o Sul, onde o nível caiu para 43,6%. Ainda assim esse patamar está com folga de 24,6 pontos percentuais em relação à curva de risco. Outro aspecto é que o regime de chuvas na Região Sul se acentua a partir de maio, ao contrário das demais regiões brasileiras.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email