EMS estimula exercício físico

Pesquisadores da Universidade da Flórida descobriram que os humanos começaram a usar roupas há 170 mil anos, na segunda Era do Gelo. Agora, outros pesquisadores desenvolveram uma roupa capaz de estimular os músculos do corpo, através da EMS.

A EMS (eletroestimulação muscular de corpo inteiro) é um sistema que utiliza impulsos elétricos cientificamente comprovado e indicado para aplicação durante treinos de atletas de todos os níveis ou modalidades e de pessoas que exercem qualquer atividade física.

A EMS é um sistema que utiliza impulsos elétricos cientificamente comprovado

“A EMS pode ser utilizada para diferentes fins como preparação física, prevenção de lesões (principalmente as musculares) ou recuperação pós-treinos e competições. Na área de fisioterapia, a EMS é indicada nos tratamentos da incontinência urinária, dores lombares, mialgia no trapézio, pubalgia e processos terapêuticos pós-cirúrgicos de menisco e púbis, entre outros”, falou Xavier Iglesias fundador e CEO da WIEMSpro Brasil.

“Também é muito recomendada na prevenção da sarcopenia (perda de massa muscular com o passar do tempo) já que o impulso elétrico vem diretamente do equipamento sem gerar carga ou impacto nas articulações do corpo. No campo da estética, é indicada no tratamento do emagrecimento, redução de gordura corporal, flacidez e celulites”, completou.

A WIEMSpro, empresa de origem espanhola, tem revolucionado o segmento de EMS ao desenvolver uma solução tecnológica de última geração, eliminando o uso de fios ou cabos nos equipamentos, sendo a primeira marca no mundo a apresentar o sistema wireless em EMS, reforçando que não depende da conexão de internet, pois o comunicação em tempo real entre o aplicativo e o dispositivo é via bluetooth.

Com essa inovação, os atletas e praticantes ganham autonomia e maior mobilidade física durante os treinamentos.

“Além disso, é o único sistema com capacidade de personalização de treinos ou tratamentos de fisioterapia para atender as necessidades e objetivos particulares de cada esportista, cliente ou paciente”, garantiu.

Tecnologia sem mistério

Se os exercícios não forem com foco em força, pode-se aplicar EMS quando quiser

“Os impulsos elétricos são gerados por um dispositivo compacto (hardware) controlado por um aplicativo (software) que opera no sistema iOS, desenvolvido através de uma parceira da WIEMSPro com a Apple. Estes impulsos são transmitidos por meio deste dispositivo aos grupos musculares desejados através de eletrodos estrategicamente localizados no ponto motor do músculo”, falou Xavier.

Ainda de acordo com o CEO, o usuário veste um traje exclusivo e adaptável ao corpo com um conjunto de eletrodos que ativam todos os grupos musculares ao mesmo tempo, porém de maneiras específica e personalizada, ou seja, com intensidades e frequências conforme a necessidade ou objetivo de cada pessoa.

“Não tem mistério nessa tecnologia. A partir de um princípio natural, a EMS gera um impulso elétrico idêntico ao que o sistema nervoso central do corpo humano quando provoca a contração muscular sem precisar de carga articular”, explicou.

Os equipamentos são desenvolvidos para atletas de alta performance e amadores, entusiastas do esporte e pessoas sedentárias que desejam começar a se exercitar. Também são usados em pacientes durante os tratamentos fisioterapêuticos.

“Vale lembrar que a eletroestimulação muscular de corpo inteiro não é recomendada a gestantes, pessoas que usam marca-passos ou que tenham problemas circulatórios graves”, lembrou.

Supervisão de profissionais

Além do traje (em formato de colete), onde são instalados os eletrodos, a WIEMSpro desenvolveu eletrodos extras para ativar músculos específicos nas regiões dos braços e da pernas (panturrilhas).

“Mas em nível muscular, a EMS estimula o corpo inteiro”, afirmou.

Apesar de a tecnologia ser segura, certificada pelos principais órgãos regulatórios do país como Anatel, Inmetro e Anvisa, e nos EUA ser registrada pelo FDA (Food and Drug Administration), um dos órgãos reguladores de saúde mais exigentes do mundo, no Brasil a aplicação da EMS em treinos ou tratamentos só pode ser realizada por profissionais formados nas áreas de esporte (educadores físicos ou personal trainers) e da saúde (médicos e fisioterapeutas). Estes profissionais ainda precisam fazer um curso na WIEMSpro Academy (plataforma exclusiva de formação e capacitação de profissionais, criada e desenvolvida por Alex Evangelista, diretor científico da WIEMSpro Brasil) e serem devidamente certificados para operar os equipamentos.

“Os treinos com EMS devem ser curtos e intensos, trabalhando até 350 músculos simultaneamente e que necessitam de um repouso entre eles. Recomenda-se dois a três treinamentos com EMS por semana. No entanto, se os exercícios não forem com foco em força, pode-se aplicar EMS quando quiser, sempre com orientação e acompanhamento de um profissional. Em ambientes terapêuticos pode ser aplicada conforme a recomendação e indicação dos profissionais da saúde”, concluiu.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email