Empresas voltam foco para alimentação

O número de cestas básicas vendidas no Brasil vem aumentando consideravelmente nos últimos anos. Segundo dados fornecidos pela Danata Alimentos, empresa fabricante das cestas de alimentos GranCesta, o crescimento médio na venda do produto gira em torno de 15% ao ano, desde 200 3.
“As grandes empresas descobriram os benefícios de uma cesta básica e comprovaram isso com ganho de produtividade. Funcionários bem alimentados produzem mais e melhor”, explicou o diretor comercial da Da­nata, Maurício Desídera.
O governo federal também tem a mesma opinião e por isso lançou, em 1976, o PAT (Programa de Alimentação do Trabalhador), instituído pela lei nº 6.321, que tem o objetivo de melhorar as condições nutricionais dos trabalhadores, com repercussões positivas para a qualidade de vida, a redução de acidentes de trabalho e o aumento da produtividade.
“O programa do governo federal existe há mais de 30 anos, mas só agora as empresas estão sabendo como explorá-lo melhor”, comentou Desídera. O programa, além de incentivar a empresa a manter seus funcionários em melhores condições de trabalho, deduz da empresa que participa até 4% do imposto de renda devido.
Segundo dados da Organização Mundial de Saúde, a alimentação adequada do trabalhador aumenta sua capacidade física, resistência à fadiga e resistência a doenças, além de reduzir riscos de acidentes de trabalho e aumentar a produtividade. A redução de atrasos e faltas também está diretamente ligada a alimentação do trabalhador.
Para Desídera, o consumo de cestas básica tende a aumentar ainda mais nos próximos anos. “Com as empresas cada vez mais voltadas para o lado social, elas tendem a perceber a importância da boa alimentação dos funcionários e seus familiares. As cestas básicas, como já é comprovado, para muitas empresas é um retorno garantido com produtividade”, finalizou.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email