Empresas devem utilizar incentivos à inovação

Em visita ao INT/MCT (Instituto Nacional de Tecnologia), nesta semana, o secretário de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do Ministério da C&T, Ronaldo Mota, alertou que as empresas que não têm condições de inovar não sobreviverão. Ele ressaltou que as novas leis de Inovação e do Bem garantem incentivos e subsídios suficientes para as empresas atentas investirem massivamente nesse propósito com um custo mínimo quase integralmente dedutível no IR e na CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido).
“A palavra chave é trabalhar em redes”, indicou o secretário, que espera uma mudança cultural no empresariado, visto que até o momento o número de empresas beneficiadas pelo Sibratec ainda não chegou a mil.
Os institutos tecnológicos, como o INT, têm papel fundamental na disseminação da cultura da inovação e dos serviços necessários a essa estruturação. Mota ressalta que o país tem uma grande produção científica (hoje detendo 2% da publicação mundial de artigos científicos), um empresariado ativo e competitivo e novas leis que viabilizam a inovação. “Falta somente fortalecer a ponte entre esses atores”, concluiu o secretário.
O tema da palestra do secretário de Inovação no INT, sediado no Rio de Janeiro, foi “A Construção do Conhecimento Científico e Tecnológico”. Numa perspectiva histórica, ele abordou a ciência e a tecnologia desde as suas origens até chegar ao papel da ciência, tecnologia e inovação na sociedade contemporânea. O encerramento da exposição terminou com o detalhamento das políticas atuais de CT&I e as articulações atuais do Sibratec.
“O Sibratec é uma estrutura em rede, onde todos os componentes são importantes, mas, obviamente, os institutos de pesquisa do MCT têm um papel fundamental, não só como elementos componentes da rede, mas como agentes estimuladores da presença dos demais”, destacou Mota.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email