Empresas brasileiras captam recursos para infraestrutura

As empresas brasileiras começaram a captar recursos para investir em infraestrutura. Do total de emissões de novas ações no primeiro semestre, 17,6% foram feitas para esse tipo de investimento. No mesmo período de 2010, não houve nenhuma captações para esse fim, segundo dados apresentados ontem pela Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais).
Para o vice-presidente da entidade, Alberto Kiraly, as captações para financiar investimentos tendem a crescer, dada a expansão da economia e os novos projetos previstos para os próximos anos. Para ele, o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) ainda terá papel expressivo como financiador de projetos de investimento, mas o mercado de capitais também vai ganhar peso. “Considerando que a conjuntura externa está desfavorável, as captações no foram muito expressivas”, ressaltou.
Kiraly diz que, por conta da situação na Europa e nos EUA, é difícil arriscar qualquer previsão sobre o mercado acionário nos próximos meses. “Se tudo continuar bem, setembro pode ser um mês com muitas operações. Tem uma fila bastante longa de operações em análise”, disse, ponderando que um eventual calote da dívida da Grécia pode parar as operações. “O investidor está se mostrando mais seletivo desde o ano passado. Mas o questionamento maior é com o preço, não com a qualidade dos ativos, tanto que os papéis têm tido bom desempenho na bolsa depois das ofertas”, destacou.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email