Empresas aproveitam Feirão

A 10ª edição do Feirão da Caixa da Casa Própria -que começou no último dia 2 e segue até dia 25 em 13 cidades -é a aposta das construtoras este ano para limpar estoques e aumentar a receita das empresas. No primeiro final de semana, o palco de vendas foi a cidade de São Paulo e a perspectiva da Caixa é superar os R$ 14 bilhões em negócios registrados na edição do ano passado.
Depois do evento em São Paulo, que terminou domingo (4), as cidades de Brasília, Belém, Belo Horizonte, Curitiba, Fortaleza, Recife, Rio de Janeiro e Salvador, receberão o Feirão, entre os dias 16 e 18. No último final de semana (de 23 a 25) será a vez de Campinas (SP), Florianópolis (SC), Porto Alegre (RS) e Uberlândia (MG).
Este ano, o Feirão Caixa da Casa Própria contará com mais de 1.400 parceiros. São cerca de 560 construtoras e 500 correspondentes imobiliários, além de 340 imobiliárias, que ocuparão os estandes durante o período em que acontece evento. Mais de mil novos empreendimentos estarão com as suas unidades em oferta nas 13 cidades.
A previsão inicial é de que o número de imóveis ofertados ao longo dos três finais de semana de realização do evento seja superior a 300 mil.
Entre as participantes do feirão em São Paulo, a incorporadora e construtora Kallas, também usará a oportunidade para aumentar as vendas.
“No ano passado fizemos mais de mil atendimentos durante o Feirão. É uma grande vitrine para apresentarmos diretamente aos consumidores a possibilidade de realizar o sonho da casa própria com o alto padrão técnico que a Kallas oferece,” explica Nicolau Sarquis, diretor de Kazzas, empresa da Kallas focada no segmento econômico.

Preços diferenciados
Ao todo a empresa ofereceu imóveis com preços entre R$ 196 mil a R$ 536 mil.
Também presente no evento de São Paulo, a Cury Construtora e Incorporadora, especializada em empreendimentos para o segmento econômico ofereceu no Feirão da Casa Própria da Caixa cerca de 1.000 unidades habitacionais, localizadas no litoral, na capital e região metropolitana de São Paulo.
“Nossa empresa tem como objetivo facilitar aos consumidores de baixa renda a oportunidade de adquirirem um imóvel com qualidade. Esta é uma grande oportunidade para as famílias poderem comprar o seu apartamento no estande da Cury”, comentou Gustavo Artuzo, diretor-financeiro da Cury, lembrando que os imóveis da empresa começam em R$ 109 mil e descontos que chegaram a R$ 40 mil, em alguns imóveis.
A empresa também oferece opções virtuais para que os clientes que não foram ao feirão consigam fechar negócio.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email