15 de abril de 2021

Empresários temem burocracia maior

O fim da guerra dos portos, incentivo estadual concedido a importados, vai criar mais burocracia para a indústria doméstica

O fim da guerra dos portos, incentivo estadual concedido a importados, vai criar mais burocracia para a indústria doméstica.
Todas as empresas que tiverem operações interestaduais com qualquer insumo importado terão que preencher uma ficha de conteúdo importado (FCI) da mercadoria vendida.
Reunidos na Fiesp (Federação das Indústrias de São Paulo), empresários eram um poço de dúvidas a cerca de 15 dias da entrada em vigor das novas normas. O fim da guerra dos portos era um pleito da indústria local para frear importados.
“Essa resolução veio para dar alívio à indústria de transformação e não para onerá-la”, afirmou Hélcio Honda, diretor jurídico da Fiesp.
O coordenador de administração tributária da Secretaria da Fazenda, Clóvis Cabreira, afirmou que a origem do problema é a guerra fiscal dos Estados. “Todas essas dificuldades são consequência da crise federativa pela qual passamos”, disse.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email