Empresários da panificação recebem homenagem do Sindpam

O Sindicado das Indústrias de Panificação e Confeitaria do Amazonas (SINDPAM), filiado à Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (FIEAM), vai homenagear neste sábado (1º de agosto) o Panificador do Ano, Carlos Alberto Marques de Azevedo, a Panificadora do Ano, Conde do Pão e o Fornecedor do Ano, grupo Ocrim-Trigolar. A solenidade será realizada, às 20 horas, no Salão de Eventos do Clube do Trabalhador.
O cearense Carlos Azevedo, 59 anos, veio para Manaus aos quatro anos de idade. O contabilista, pai de dois filhos, iniciou a sua trajetória no ramo da panificação, em 1987, com a abertura da empresa Massas Alimentícias Maná Ltda.
Três anos depois, Azevedo transformou a empresa, que até então era uma sociedade, formada por três amigos, em uma empresa familiar. Em janeiro de 2004 a empresa recebeu o nome de Panificadora Emme Ltda e hoje emprega 12 funcionários.
“Eu devo muito à panificação. Para alguém que começou do zero e hoje tem a família envolvida no negócio, com prédio do empreendimento próprio, é uma vitória”.
A placa de Panificador do Ano é dedicada à personalidade que se destaca pelo empenho no segmento. Azevedo vem confirmando, ao longo de 28 anos, sua contribuição para a panificação da capital. O homenageado já foi tesoureiro, secretário, vice-presidente e por sete anos presidente do Sindpam. Atualmente é membro da diretoria do Sindpam e também presidente da Cooperativa de Produção das Indústrias de Panificação e Confeitaria do Amazonas (Copansam).

Panificadora Conde do Pão
O grupo familiar Conde do Pão foi fundado em 1977, por Carlos Alberto Souto Maior Conde e sua irmã Iolanda Costa. No início era uma pequena mercearia. Com a crescente venda de pães percebida em um ano de atividades, o empresário migrou para o segmento da Panificação e Confeitaria.
A primeira loja, localizada no Dom Pedro, foi inaugurada na residência do empresário, agora corresponde ao espaço de sete casas adquiridas pelo empreendedor ao longo de 38 anos, no mesmo local. Atualmente, além da matriz, a Conde do Pão possui cinco filiais, que funcionam nos bairros Campos Elísios, Chapada, Vieiralves, Centro e Parque das Laranjeiras – essa última inaugurada em maio.
Carlos Conde, amazonense de 68 anos, conta que abriu a primeira panificadora com oito funcionários. Hoje são 260. O empresário explica que outro diferencial do grupo Conde do Pão está no investimento constante na modernização dos serviços.
“Procuramos sempre estar atualizados com as novidades do segmento de panificação, a inclusão de novos serviços acompanhados de tecnologia só contribuem para que a qualidade do produto oferecido seja de excelência”, disse Conde.
A produção dos pães, bolos, tortas, dentre outros, é centralizada na matriz. Conde explica que para manter o padrão em todas as filiais foi necessária adequação na produção, como, por exemplo, manter os pães congelados, que são distribuídos para as filiais, que assam os pães.
Do pão ao feijão, o novo conceito de panificadora traz produtos e serviços embutidos na modernização, além do pão quentinho, um mix de variedades como café da manhã, lanchonete com dezenas de opções de guloseimas conveniência e almoço, com cardápio self- service.
O grupo Conde do Pão já foi premiado nos últimos três anos consecutivos pela Revista do Pão, de São Paulo, como Melhor Panificadora da Região Norte. Conde acredita que, para impulsionar a expansão do segmento, é necessário otimismo e renovação e ofertar novidades aos clientes.

O Grupo Ocrim
Trigolar, desde 1962, atua como principal fornecedor do segmento de panificação com o único Moinho de trigo de todo Amazonas. A partir de então, o Grupo Ocrim-Trigolar se tornou o principal abastecedor de trigo na cidade. A unidade de moagem atende a capital, regiões interioranas e cidades ribeirinhas, com vendas diretas aos clientes e distribuidores locais, bem como; panificadores, industriais e comerciantes.
A produção e comercialização do trigo são feitas por etapas, a principal delas é processo de moagem, que se trata da separação de um tecido vegetal que se encontra em sementes (endosperma) das demais partes do grão efetuado em várias etapas através dos bancos de cilindro. Durante esse processo são efetuadas análises para controle de umidade cinza, granulometria e cor. Regularmente são feitas análises de Microscopia e Microbiologia em laboratório especializado.
Além da unidade em Manaus o grupo também opera suas atividades em: Moinho Manaus/AM, Unidade comercial Santarém/PA, Moinho Belém/PA, Indústria de Massas e Biscoitos em Ananindeua/PA, Moinho Nova Odessa/SP e Moinho Jaguaré/SP.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email