Empresa planeja expansão no Brasil

A Cummins Inc. respondeu bem aos desafios econômicos globais de 2012, com o segundo melhor resultado histórico, alcançando vendas totais de US$ 17,3 bilhões, com ligeira queda se comparado a 2011, quando fechou o ano com US$ 18 bilhões. Estável também permaneceu a Receita por Unidades de Negócio. A Cummins Power Generation, única fabricante que fornece sistemas completos de geração de energia, teve uma participação de 15% na receita global em 2012, ante 16% no ano anterior.
A Cummins continua mantendo forte atuação na América do Sul. Somente o Brasil, que lidera as atividades, representa 56% do faturamento na região. Do total do faturamento sul-americano da Cummins, em 2012, 13% corresponderam às operações da Cummins Power Generation. Dos geradores produzidos na planta de Guarulhos (SP), 63% são para o mercado interno e 37% para exportação.
“O ano de 2012 foi difícil para todos os mercados, especialmente o europeu. Em 2013 esperamos um crescimento mais efetivo para alavancar os negócios no Brasil, que é estratégico para a Cummins. Investimentos em obras de infraestrutura, a exemplo dos aeroportos, devem demandar mais equipamentos de energia”, diz Kip Schwimmer, Diretor Geral da Cummins Power Generation para América do Sul.
Com 35% de market share, incluindo a venda de motores para outras montadoras de grupos geradores, a unidade brasileira da Cummins está entre as duas maiores empresas do setor de energia no País. A companhia oferece a mais ampla linha de grupos geradores (12kW a 3500kW), com 36 modelos (diesel e gás natural) para aplicações em diversos segmentos de mercado, com soluções para as áreas industrial, construção civil, infraestrutura, termoelétricas, agronegócio, locação, entre outros.

Metas de crescimento

Os planos de expansão da nova unidade de geradores de energia e o Centro de Distribuição estão mantidos, com a construção da planta industrial, no município de Itatiba (SP). Até o início de 2015, quando a fábrica deverá iniciar sua operação, outros investimentos serão realizados, por parte da cada uma das unidades de negócios da Cummins Brasil, em maquinários, linhas de produção e em equipamentos de logística.
A Cummins Power Generation também está com uma nova estrutura operacional, focada em quatro linhas de produtos: Power Products (até 1.000kW), Power Systems (acima de 1.000kW), Power Solutions, para soluções a gás e biogás e CGT (Cummins Generator Technologies), para alternadores.
De acordo com Kip Schwimmer, os resultados já são mensuráveis. “Conquistamos a liderança na região em produtos de 1.000kW para baixo, e atingimos crescimento significativo e ganho de importantes projetos em grupos geradores de alta potência (HHP), além de fornecimento de grupos geradores para importantes projetos vendidos e instalados de gás natural, com mais de 200MW já instalados e crescimento de aproximadamente 10% em 2012”, afirma o executivo.
Em 2013 a Cummins Power Generation aposta na extensão da linha de produtos Rental, para atender às necessidades do mercado por potências maiores ou intermediárias, com lançamento de mais quatro modelos dos grupos geradores voltados para o mercado de locação: C90D6R , C135D2R, C400D6R e C500D6R.

Sobre a Cummins Power Generation

A Cummins Power Generation, única fabricante que fornece sistemas completos de geração de energia, atende demandas de diversos portes, desde grupos geradores de 15 kVA até 3.125 kVA. Com uma rede de mais de 600 distribuidores em 190 países, a companhia é referência mundial na fabricação de grupos geradores há mais de 90 anos.
No Brasil são 22 pontos de distribuição com estrutura completa para desenvolvimento do projeto, venda, locação, instalação, treinamento e assistência técnica. O faturamento da divisão Cummins Power Generation, em nível mundial, representa 15% do faturamento da Cummins Inc. Em 2012, a unidade brasileira faturou U$ 208 milhões. Mais informações: www.cumminspower.com.br ou pelo Disque Energia: 0800 701 4701.

Geradores da Cummins na base brasileira na Antártica

A estação brasileira na Antártica está prestes a retomar seu funcionamento normal, prejudicado após incêndio que destruiu grande parte da base em fevereiro de 2012. Para isso, a Estação Antártica Comandante Ferraz conta com três grupos geradores da Cummins Power Generation que garantirão energia 24 horas por dia ao utilizar o sistema de revezamento das máquinas a cada 250 horas.
A Cummins foi escolhida por cumprir o prazo proposto para o envio do equipamento com todas as especificações necessárias.
Os grupos geradores C200D6 de 260KVA / 220V são responsáveis por suprir toda a demanda energética necessária para a reconstrução total da Base Almirante Ferraz, desde iluminação e aquecimento até bombeamento dos fluídos, como água, combustível e sistema de esgoto.
Devido ao clima, os equipamentos tiveram que ser adequados para garantir eficácia total. Instalação de sistemas de pré-aquecimento da água de arrefecimento, aquecimento no cárter de óleo lubrificante do motor e camada adicional de proteção em todo o isolamento das bobinas de campo, de estator e de rotor, são alguma das alterações necessárias.
De acordo com Waldir Coelho, gerente da Unidade de Negócios da Cummins Rental, “Está sendo muito gratificante para a Cummins Vendas e Serviços, participar da reconstrução da Base Almirante Ferraz na Antártica pela importância deste projeto para a soberania Brasileira naquele território. Tem sido um grande aprendizado ajustar os equipamentos para funcionamento em condições tão extremas de operação com a confiabilidade necessária”.
Além dos grupos geradores, a Cummins ministrou treinamento didático e prático em mecânica e eletrônica, para uma equipe de 8 técnicos da Marinha do Brasil, responsáveis pela manutenção e operação dos equipamentos no local.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email