13 de abril de 2021

Empresa investe em galpões

Hines inaugura segunda unidade do Distribution Park em Manaus. A novidade contou com o investimento de R$ 100 milhões e está localizada no Tarumã, zona oeste

Hines inaugura segunda unidade do Distribution Park em Manaus. A novidade contou com o investimento de R$ 100 milhões e está localizada no Tarumã, zona oeste. O empreendimento tem capacidade para receber 19 empresas e abrigar cerca de 6 mil trabalhadores das áreas de logística, indústria leve, comércio e outros segmentos produtivos. “Viemos para Manaus há uns cinco anos para estudar o mercado e demos início ao nosso primeiro Distribution Park, percebemos que havia uma demanda reprimida muito grande e a falta de oferta”, disse o diretor de projetos, Jeremy Smith, que já pensa em abrir a terceira unidade da empresa e investir em outras cidades da região Norte.
O primeiro Distribution Park da Hines funciona há dois anos, na avenida Torquato Tapajós, cujo investimento inicial foi de R$ 170 milhões. O Distribution Park é um sistema de galpões com tecnologia de ponta, infraestrutura de alta qualidade e operação em condomínio, gerando economia em escala comercial para as indústrias e empresas que ser instalam no local.
De acordo com Smith, durante a construção e locação da primeira unidade os executivos notaram que já havia a necessidade do dobro do espaço para atender o mercado, com isso foi fácil tomar a decisão de construir o Distribution Park 2. “As empresas também pediam isso, não conseguimos atender muitas pessoas no Park 1 e sempre tem novas demandas chegando”, afirma.
Segundo o diretor de projetos da Hines as empresas do setor de comércio e serviços da capital e as indústrias do PIM (Polo Industrial de Manaus), têm demanda líquida anual de aproximadamente 90 mil metros quadrados por galpões, principalmente espaços de alta qualidade. “Ou seja, há sempre inquilinos entrando no mercado”, revela o executivo, que declara também que o empreendimento foi totalmente adaptado para atender esses setores.
“O mercado manauara continua interessante para novos investimentos no setor e a Hines está sempre buscando áreas com características de localização, topografia e preço que permitam construir um novo parque a valores condizentes com aluguel praticado no mercado”, explica Smith. Entre os clientes da Hines, no Amazonas, destacam-se Carrefour, com um centro de distribuição de mercadorias, e a fabricante de motocicletas Kasinski. “As empresas alocadas em nossos Distribution Parks têm toda a parte de administração e manutenção do parque rateado com as demais locadoras do espaço. Isso é uma economia impactante para a empresa”, disse Smith.
O responsável pelo setor de logística da multinacional Panalpina, Jaime Cortez, conta que área onde estavam anteriormente não tinham o mesmo espaço e apoio que o Distribution Park 2 possui. “Com isso, vindo para cá conseguiremos aperfeiçoar nossa logística em algo em torno de 25%, trazendo o que importamos direto para o armazém e com isso aumentando também a participação no segmento que atuamos”, comentou o porta-voz.
De acordo com Jeremy, as empresas também ganham em investimento próprio. “As empresas não precisam investir capital no imóvel onde estão instaladas; e sim no próprio negócio. Isso acaba sendo mais rentável para as empresas”, informou o diretor da Hines, que atua em investimentos imobiliários, desenvolvimento de projetos e gerenciamento de propriedades. A empresa está presente em 106 cidades de 107 países e trabalha no Brasil há 12 anos.

Segunda unidade

O Distribution Park 2 tem área total de 68,8 mil m² para locação, sendo composto por dois edifícios projetados para receber diversas instalações produtivas, além de centros de apoio e distribuição. A segunda unidade da Hines está na avenida do Turismo, bairro Tarumã -a 8 quilômetros do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes e a 18 quilômetros do Distrito Industrial. O local tem, ainda, áreas administrativas, vestiários, refeitórios e 85 docas para embarque e desembarque de carretas, caminhões e demais veículos de carga.
Todas as unidades são dotadas de infraestrutura preparada para adaptar-se a vários tipos de atividades, permitindo que cada empresa execute os acabamentos que julgar necessários e sem desperdícios. O estacionamento abriga 257 vagas de veículos leves e 123 carretas. “Por conta dos recursos baixos de manutenção, conseguimos reduzir significativamente o custo operacional do inquilino em 30%”, frisou Jeremy.
O diretor técnico da RD Engenharia, Rui Santiago, salienta que a infraestrutura do empreendimento é diferenciada pela qualidade. “O piso, por exemplo, é de alta resistência, 6 toneladas por metro quadrado, que exige um nivelamento muito preciso”, comentou o engenheiro, que revela que a construção do local durou um ano e em média 300 funcionários participaram da obra.
Este é o segundo centro de distribuição e galpão industrial que a Hines coloca em operação no mercado amazonense e o 11º no país. Metade da área está comercializada. “A outra metade já está em negociação e acreditamos que até o meio do próximo ano já estaremos com toda a unidade ocupada”, adianta Jeremy Smith. Por conta da demanda de 200% que o novo empreendimento, a Hines já está pensando na construção para a terceira unidade, Jeremy diz que para isso a empresa está buscando terreno na área do Distrito Industrial e a previsão é que comece a funcionar em 2014. “Ele terá aproximadamente 150 mil metros quadrados e, com certeza, contribuirá para que novas empresas venham para Manaus e a expansão das que já estão aqui”, conclui.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email