Empresa implanta sistema inédito de segurança

As equipes de via permanente da ALL (América Latina Logística), agora contam com mais um aliado nas inspeções ao longo da malha. É o SIV (Sistema de Informação da Via) para a priorização da solução de problemas que inclui um computador portátil equipado com localizador GPS e GPRS (via satélite e celular).

O equipamento permite aos rondantes informar imediatamente a localização exata de uma eventual anomalia nos trilhos diretamente para a central de informações da via. “Trata-se do único sistema totalmente on-line utilizado no Brasil para as rondas feitas na via permanente”, revelou a gerente de Tecnologia da Informação da ALL, Thaís Falqueto.

A ALL está investindo R$ 2 milhões na implantação e expansão do sistema, que garantirá mais segurança na ferrovia e maior produtividade nas operações, pois permite ações imediatas para a correção de avarias. O coletor de dados já está sendo utilizado nos trechos da ferrovia entre Araraquara e Uchoa em São Paulo, e no corredor central do Paraná, entre Ponta Grossa e Curitiba.

Equipados com um palm GPS/GPRS, os rondantes percorrem a linha férrea em busca de anomalias ou irregularidades. Ao encontrarem algum defeito nos trilhos, eles registram imediatamente a informação no computador de mão. Os dados seguem via celular para o servidor central da empresa, identificando via satélite o ponto exato onde está a avaria.

O sistema ligado no computador central da companhia processa as informações e prioriza as falhas críticas para a manutenção imediata. “Com o relatório em mãos e a localização exata da falha, é possível agir mais rapidamente, evitando acidentes e garantindo a segurança”, disse Jean Carlos dos Santos responsável pelo sistema na Via Permanente.

O programa também dispõe de alertas automáticos, como inserir uma restrição de velocidade no trecho quando um defeito alcança um índice elevado. Os investimentos em tecnologia de operação da ALL tem foco no aumento da segurança, produtividade e redução de custos.

A empresa também mantém outros equipamentos de segurança na via, como detectores de descarrilamento, ultrasom para detectar a integridade dos trilhos e carro controle para inspeção motorizada.

A tecnologia tem sido forte aliada da ALL na redução no número de acidentes. Em 10 anos de atuação a empresa já conseguiu reduzir o indicador de acidentes de 80 para 12 ocorrências para cada milhão de quilômetros percorridos pelo trem. Somente este ano, a ALL investiu R$14 milhões em Tecnologia para a segurança e em suas operações.
Considerada a maior empresa de logística da América Latina e maior companhia ferroviária do Brasil, a ALL possui uma malha de 20.495 mil quilômetros de extensão, que abrange os Estados do Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul no Brasil e as cidades de Paso de los Libres, Buenos Aires e Mendoza na Argentina, e opera uma frota de mil locomotivas e 29,7 mil vagões, além de cerca de 1.200 veículos entre próprios e agregados.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email