Emprendedorismo – realidade e desafios – parte 1

Empreendedorismo é uma palavra que tem se tornado muito frequente no vocabulário atual, especialmente no mundo empresarial e de negócios. Porém, esta expressão tem suas origens no ano de 1725, utilizada pela primeira vez pelo economista irlandês Richard Cantillon para designar o “indivíduo que assumia riscos”.

Empreender é muito mais do que apenas montar uma empresa. É necessário ter coragem, ousadia, conhecimento da realidade e do momento, com um olhar preciso para identificar mudanças, enxergando novas oportunidades e criando soluções inovadoras para as demandas, com a habilidade de enxergar as tendências e se antecipar aos problemas. É fundamental que o empreendedor tenha foco, saiba discernir a hora certa para propor soluções factíveis, viáveis e que agreguem valor.

E empreender não é só começar um novo negócio ou montar uma organização. Existem vários tipos de empreendedores, com distintos perfis, como o empreendedor social, o corporativo, o público, o do conhecimento…enfim, a visão empreendedora é muito diversa e importante nas mais diversas vertentes.

O Brasil tem um enorme potencial empreendedor, mas ainda precisa desenvolver uma cultura que vá ao encontro desta característica e ação diferenciada. O SEBRAE (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) divulgou, através do ‘Estudo Causa Morti das Empresas em 2014’, que um dos principais fatores da Mortalidade Empresarial no País (que dimensiona o tempo de existência de uma organização a partir da sua criação) é a falta de um Comportamento Empreendedor, somado à ausência de um Planejamento Prévio e de Gestão Empresarial. Em 2018 a taxa de mortalidade empresarial brasileira já era de 23%.

O Brasil, apesar do grande capital intelectual que possui, ainda não é, de maneira geral, um ambiente atrativo e ideal para empreender. Legislações engessadas, entraves burocráticos, questões logísticas e falta de incentivo e apoio estão entre os principais desafios que a nossa Nação precisa vencer para, verdadeiramente, se tornar um lugar que valoriza aqueles que ousam fazer diferente, que descobrem novas formas de executar ações e de solucionar dificuldades.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email